Seja bem vindo!

É motivo de grande alegria tê-lo visitando este blog. Que Deus te abençoe muito e que nosso trabalho seja edificante para a sua vida. (IBLPN)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ceia do Senhor

Irmãos, neste sábado, a partir das 20h, temos a Santa Ceia do Senhor. Neste mesmo culto de Ceia haverá uma assembleia ordinária para a entrada de novos membros na igreja. Você, batizado, ou membro de outra igreja e que esteja em plena comunhão com ela, é nosso convidado para ceiar.

Compareça!

A estrela da manhã


Nos momentos tristes, o conforto está no ato profético de abrir as janelas e
observar a estrela da manhã que aparece com todo o seu brilho


Há um novo amanhã por vir e ele está sendo preparado pelo Deus Criador de
todas as coisas. Se você está triste ou abatido com alguma circunstância da
vida, pare um tempinho, observe o amanhecer e entenda a representatividade
que este ato tem.
Ontem, coisas terríveis podem ter acontecido, você pode ter chorado, se
angustiado, se enfurecido, mas nasce um novo hoje, pronto para ser uma nova
história na sua vida.
Em qualquer circunstância, eu te convido a abrir as janelas, em um ato
profético, e observar a estrela da manhã surgindo no horizonte. É a estrela
mais brilhante, mais vigorosa. Ela representa o próprio Cristo, uma nova vida,
uma nova chance de tornar diferente todas as coisas que vinham sendo iguais.
“E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar
atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça,
e a estrela da alva apareça em vossos corações”, está escrito em 2ª Pedro
1:19.
Em um céu com milhões de estrelas, o brilho de uma só ofusca todo um
universo. Assim são os ensinamentos de Cristo no meio de uma sociedade.
Os outros podem ver o que estamos vivendo, não podemos esconder a luz da
verdade em um lugar secreto.
“E ninguém, acendendo uma candeia, a cobre com algum vaso, ou a põe
debaixo da cama; mas põe-na no velador, para que os que entram vejam a
luz”, Lucas 8:16.
A nossa função, como cristãos, de sal e luz desta terra nunca foi tão
necessária. A estrela da manhã está no horizonte, pronta para iluminar a vida
dos que a querem verdadeiramente. Seremos insensatos e não permitiremos
que haja luz em mais um universo? Não, sejamos sábios e levemos aos que
precisam de esperança, graça e misericórdia a resposta para todas estas
questões.
Afinal, um dia abrimos as janelas das nossas vidas, e, enquanto para muitos
a expectativa era de uma forte tempestade, se via, com seus raios fortes, uma
estrela grandiosa. Se fosse possível traduzir em palavras, aquela luz seria algo
quase igual a: “Não te entristeças, eu sou o seu hoje, o seu amanhã e o resto
dos seus dias, confia teus caminhos a mim”. Confie e veja.

Glórias ao Senhor!

Lucas Meloni, colaborador do portal Lagoinha.com

Reunião do Ministério de Apoio

A direção do Ministério de Apoio convoca a todos os seus integrantes para uma reunião que será realizada nesta sexta-feira, dia 10, a partir das 20h, no templo da igreja. Você que trabalha com o Apoio deve comparecer. Assuntos de interesse do grupo serão tratados.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Aviso de recesso

O Ministério Audiovisual da Igreja Batista Luz para as Nações informa que o Iluminando estará de férias durante os meses de dezembro / 2010 e janeiro / 2011. Para acompanhar as notícias importantes de nossa igreja, por favor, acompanhe o blog Seja Luz - Iluminando Batista.


Iluminando - Igreja Batista Luz para as Nações.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Cristãos são perseguidos por extremistas no Iraque

Igrejas são destruídas por extremistas islâmicos; cristãos vivem com medo

Uma explosão em uma capela em Bagdá no dia 1º de novembro evidenciou um dos principais problemas enfrentados pelos cristãos no Iraque, a perseguição religiosa.
Nesta explosão cerca de 40 pessoas morreram, mas não foi apenas este caso que assustou os cristãos. Lares de famílias católicas e de missionários evangélicos recebem pacotes de bombas nas portas todos os dias. As informações são do jornal inglês The Guardian.
O Guardian conta a história da iraquiana Linda Jalal. Pela segunda vez em quatro anos ela teve de empacotar suas coisas às pressas e deixar a casa em Bagdá para fugir, junto com a família, para um lugar mais seguro.
Assim como em muitos lares cristãos, uma bomba deixada por fundamentalistas explodiu na casa de Linda, destruindo tudo e deixando um recado de que eles já não são bem-vindos no país. Ela diz que vive com medo:

"Estou aterrorizada por viver aqui. Estamos sendo abatidos como cordeiros. E nós somos apenas civis e este é o nosso país"

Segundo a Fundação Iraq's Christian Endowment, quase metade da população cristã iraquiana já deixou o país. O presidente da ONG, Abdullah al-Noufali, disse que havia em 2003 1 milhão de católicos no país (de 31,2 milhões de habitantes); hoje restam apenas 500 mil, de acordo com ele.

"Está difícil encontrar um cristão que queira continuar vivendo no Iraque. O ataque à igreja foi a pior crise de nossa história. Nós vivemos juntos com outras seitas por milhares de anos no Iraque. Lutamos juntos em muitas guerras, enfrentamos todo tipo de desastre. E agora temos isso..."

Lucas Meloni | Iluminando Batista

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Dai a Deus o que é de Deus

Um dos mais conhecidos episódios na vida de Jesus foi quando ele questionado sobre o pagamento de tributos (Lucas 20.21-26 – e nos textos equivalentes de Mateus 22 e Marcos 12). A conclusão de Jesus nesta passagem é uma de suas frases mais conhecidas. E contida nesta mesma expressão está uma das mais valiosas reflexões provocadas pelo Mestre, como veremos a seguir.

Observe que a pergunta que havia sido feita a Ele, foi, objetivamente: “É lícito pagar o tributo a César ou não?” (v. 22)

Mas Jesus percebeu a malícia deles. Já havia acontecido outras vezes, em vários lugares. Os fariseus, líderes religiosos da época, viviam tentando fazer Jesus tropeçar ou cair em contradição. Uma das táticas mais ardilosas deles era a de fazer perguntas dúbias para Jesus, ou seja, perguntas para as quais supostamente qualquer resposta faria Jesus se contradizer, dar “motivo” para acusações ou algo parecido. Muitas vezes isso era feito através da infiltração de pessoas no meio dos seguidores de Jesus (veja no v. 20).

Neste caso, se Jesus respondesse que sim, os fariseus provavelmente o questionariam sobre o pagamento dos seus próprios tributos e de seus discípulos (algo que já havia acontecido em Mateus 17.24). E se ele respondesse que não, provavelmente o acusariam de insubordinação a César.

Mas Jesus foi além da pergunta que havia sido feita, como era de seu costume. Ele pede para ver uma moeda e pergunta: “De quem é essa imagem e inscrição?” (v.24). A resposta é óbvia e automática, pois aquela era a imagem do próprio César. E depois que eles respondem isso a Jesus, vem a mais contundente das afirmações: “Então, dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus” (v.25)

Há aqui um detalhe que às vezes não percebemos, mas temos razões para crer que os fariseus perceberam. A expressão “então” (ou “dai, pois” em algumas versões) denota uma consequência. Logo, Jesus está estabelecendo uma ligação entre a imagem e o direito de posse. É como se Ele estivesse dizendo algo como: “Já que essa imagem é de Cesar, deem isso para César; e para Deus vocês deem o que é de Deus, ou seja, aquilo que tem a imagem de Deus”.

Perceba que Jesus mudou radicalmente o foco da conversa. Agora o foco não está mais no que deve ser dado a César, mas no que deve ser dado a Deus. A resposta que faz todos se maravilharem e se calarem (v. 26) não é mais sobre tributos, mas sim sobre vida com Deus.

Os fariseus, como mestres da Lei, conheciam as escrituras de Gênesis que dizem que o homem foi feito à imagem e semelhança de Deus (Gn 1.26 e 5.1). Os fariseus sabiam o que Jesus estava querendo dizer para eles com a expressão do v. 25. Em outras palavras, Jesus estava implicitamente dizendo: “Você foram feitos a imagem de Deus, então se deem para Ele, assim como a moeda que tem a imagem de César e pertence a Cesar deve ser dada a ele!”

Além de associar a imagem com o direito de posse, Jesus também deixa claro que o bem possuído precisa ser entregue ao seu dono para que este possa usufruir daquilo que por direito lhe pertence! Ou seja: a moeda que tinha a imagem de César era de César por direito, mas só passaria a ser de César de fato a partir do momento que fosse entregue para ele (no caso, na forma de tributo). Da mesma forma, fomos feitos à imagem e semelhança de Deus. Pertencemos a Deus por direito, mas devemos nos entregar a Ele para sermos dele de fato!

Sabemos o fim da história. Jesus jamais foi apanhado em uma contradição ou falta (v. 26). Seus acusadores provavelmente entenderam e até refletiram, mas desperdiçaram a oportunidade de sondarem seus corações e de se entregarem para Deus.

Que neste dia possamos fazer diferente para fazer a diferença: que nos rendamos a Deus, que permitamos que Ele seja de fato Senhor das nossas vidas. Que o Senhor nos capacite a diariamente darmos a Deus o que é de Deus, ou seja: nós mesmos!

E que assim vivamos como um povo que exala o amor (João 13.35) e selado pelo Espírito Santo da promessa (Efésios 1.13) – pois essas são as características de um povo que leva a imagem e a inscrição do Senhor!

Que Deus nos abençoe,

::Helder Assis

Integrante do Ministério Sacrifício Vivo ( www.sacrificiovivo.com ) e membro da Igreja Evangélica Capela do Calvário
e-mail: helder@sacrificiovivo.com

Fonte: Portal Lagoinha

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Os sinais dos tempos e a Igreja

Há inúmeros textos bíblicos que nos informam sobre o evento mais importante da História após Deus consumar seu plano de remissão da humanidade: A segunda vinda de Cristo. As profecias apontam para um dia único em que todo olho verá, para felicidade de uns e infelicidade de outros, o Filho do Homem rasgando os céus para consumar o juízo e a condenação dos que O perseguiram e negaram, e estabelecer seu Governo sobre a Terra com seus Santos. O entendimento desse assunto, meu querido, é extenso e complexo, e está longe de mim qualquer intenção de resumi-lo a essas linhas. O que quero é nos fazer pensar sobre ele.

Temos uma variedade enorme de textos que tratam desse assunto na Bíblia. Seja pelos profetas – de seus lábios temos as mais belas e chocantes descrições desse maravilhoso evento –, pelos Salmos, pela boca do próprio Jesus ou dos apóstolos, temos uma informação preciosa que nos coloca no centro dele. Nenhum dos apóstolos e profetas teve o privilégio de presenciar, em vida, esse acontecimento e unanimemente projetaram-no para uma geração e um tempo futuros. Olhando para as profecias e para Hoje, a conclusão é que elas estão apontadas para a nossa geração e o nosso tempo. Sim, estamos vivendo os últimos e, quem sabe, os mais importantes dias dos últimos quatro mil anos!
Antes do advento do Anticristo e da sua segunda vinda, no entanto, Jesus nos deixou em Mateus 24 uma sequência de eventos que nos permitiriam entender o contexto profético e nossa localização, como Igreja, nele. Ele falou dos Sinais dos Tempos. Certamente você os conhece e sabe que a incidência deles está aumentando dia após dia.

Atravessamos o século que mais viu pessoas morrerem por guerras - próximo de 100 milhões. Vimos também a proliferação de pestes e doenças que só nossa geração conheceu; todas elas com alto poder de destruição. A relação familiar sofreu uma mudança profunda nos últimos 30 anos e nunca esteve tão confusa. Hoje não é anormal ver filho matando pai, e pai descartando filho em rios, praças, shopping e tantos outros como se descarta um lixo.

Estamos na era do martírio. O número de cristãos que perderam sua vida por Cristo nos 19 séculos de Igreja certamente não chega perto dos quase 30 milhões registrados no século 20 – sem contar os não registrados. O nosso momento já pode ser considerado o de maior concentração de eventos naturais como terremotos e maremotos. E mais terremotos de maior intensidade nos esperam, segundo estudiosos. Para não me estender mais, quero te lembrar do desenvolvimento da ciência e das formas de deslocamento sobre o globo, conforme Daniel 12.4.

Como estamos lidando com todos esses sinais? Será que toda Igreja está ciente de que eles a colocam, de fato, no contexto dos últimos dias? Em Mateus 16 e Lucas 19, Jesus deixou uma séria advertência em relação à incapacidade dos israelitas – que se estende a nós – de discernir o tempo da visitação de Deus. Por desconhecerem os sinais de seu tempo, não viram Jesus como o Messias e por isso o crucificaram. Até hoje eles colhem severas consequências.

Entender esses sinais significa assumir um posicionamento de harmonia com a Segunda Vinda, de maneira que a Igreja cumpra seu papel nesse tempo. Não só uma parte, mas toda ela contribuindo para que o Evangelho seja pregado a toda criatura e em real intercessão para que “Venha a nós o Teu Reino”, como descreve Apocalipse 22.17. É fundamental que estejamos avivados com nossa função nesses últimos dias para não tropeçarmos como igreja.

As profecias falam de uma noiva santa e atenta ao retorno de seu Noivo e não desesperada e com medo desses sinais. A Igreja que a Bíblia descreve não está apegada, envolvida ou comprometida com esse mundo, mas é um corpo composto por membros atuantes que discernem seu tempo e vivem a empolgante expectativa de sentar-se a mesa para a Grande Ceia junto a Cristo, e então descer triunfante para governar com Ele. Antes de tudo, a vinda de Jesus deve ser uma realidade cravada em nossos corações que justifique nossa posição de espera por Ele, com os olhos fitados somente nele. É essa Noiva que ele está preparando e que logo, logo vem buscar.

Maranatá!

::Tiago Lino

www.tiagolinno.wordpress.com

Colaborador do portal Lagoinha.com

Fonte: Lagoinha.com

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Santa Ceia

Próximo sábado, dia 13, haverá Santa Ceia na igreja. Você membro ou que frequenta outra igreja e está em comunhão com o Corpo está convidado para cear conosco.
Neste sábado, no templo, a partir das 20h.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Programação de fim de ano

Irmãos, no mês de dezembro teremos uma programa especial de fim de ano. Nos próximos dias vamos divulgando aos poucos o que vai ser apresentado. O que podemos adiantar é que teremos duas edições de retrospectiva do Iluminando. Não perca.

Mais informações nas edições do telejornal e aqui no blog.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

É o fim do trilho


Da janela da minha sala tenho uma visão ampla e privilegiada. De um lado, prédios, avenidas movimentadas, muitos veículos e gente apressada, indo e voltando todos os dias. Do lado oposto está a linha férrea que corta a cidade. Todos os dias os trens passam bem pertinho de casa. Confesso que no começo o barulho estrondoso me incomodava um pouco, mas hoje já me acostumei e até gosto de observar a passagem das enormes composições.

São muitos vagões. Às vezes fico imaginando se estão cheios ou não. O que estão levando? Pra onde estão indo?

Se a vida fosse um trilho e nós vagões, estaríamos cheios ou vazios? É fácil saber quando um vagão está vazio. Sem nada dentro, ele acaba fazendo muito mais barulho. Pessoas vazias, mesmo que não tenham nada a dizer, acabam falando mais do que deveriam.

Mas pior do que ser vazio é estar cheio do que não acrescenta nada. Inveja, mágoas, ressentimentos e até o ódio são cargas que pesam muito, e que além de atrasar a viagem, prejudicam o próprio vagão.

O que estamos levando? Atualmente, a maioria dos vagões transporta dois tipos de cargas que são indispensáveis no nosso dia-a-dia: comida e combustível. Será que estamos cheios daquilo que é capaz de saciar e motivar outras pessoas? Você tem levado alegria, amor, paz e esperança?

E para onde estamos indo? Ah, isso varia muito! Sozinho, o vagão não vai a lugar algum. Seja atrás ou na frente, é necessária uma força maior para movê-lo. E essa força muda de acordo com a carga que ele está levando. Então, para entender qual o destino final de um vagão, primeiro é preciso saber do que ele está cheio e qual tipo de locomotiva ele está ligado.

Paz e sucesso!!!

:Por Juliano Matos

Jornalista e colaborador do portal Lagoinha.com
julianomattos@yahoo.com.br

Fonte: Portal Lagoinha.com

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Café dos homens

Chegou o dia de mais comunhão entre os homens. Amanhã, feriado nacional, haverá mais um café da manhã. Teremos um bate papo agradável, um encontro bacana e depois a ministração da Palavra. Você, homem, de qualquer idade, está convocado.

No templo da igreja, a partir das 8h30.

domingo, 17 de outubro de 2010

Vencendo o comodismo

JOÃO 4.25-42
Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele
que me enviou e realizar a sua obra. (Jo 4.34.)


Conta-se um fato interessante a respeito da vida de Tamandaré, o patrono
da Marinha Brasileira. Em certa noite de chuva torrencial, o velho guerreiro
do mar se encontrava na suntuosa casa de um amigo. Ofereceram hospedagem
para Tamandaré passar aquela noite, e prepararam-lhe um quarto. Uma
cama confortável com dois colchões, vários travesseiros macios, e cheirosos
lençóis com colchas estendidos com arte foram preparados para ele. Quando
Tamandaré viu aquela cama, disse:

“Não. Eu não estou acostumado a dormir em cama tão macia. Podem
colocar para mim aqui no chão uma tábua e alguns livros como travesseiro
ou até mesmo uma pedra. Eu não durmo sobre coisas macias assim.”
Tamandaré se inspirava na bravura dos romanos que lutavam, e na disciplina
dos espartanos.

Não é preciso deixar de dormir numa cama macia para agradar a Deus.
Contudo, muitas vezes, estamos por demais querendo o conforto e nos colocamos
no centro de nosso viver. A vida passa muito depressa. Por isso, é preciso
fazer a obra que o Senhor nos con? ou. Há muito o que fazer, enquanto
é dia. Olhemos para Cristo, e “mãos à obra!” Deixemos o comodismo que
nos aprisiona dentro de nós mesmos e não nos deixa enxergar o próximo e
nem ouvir a voz de Deus.

Enquanto é dia, quero trabalhar,
A noite vem e vou descansar.
Quero a meu Mestre sempre servir
Sem me esquecer de, assentado,
Atento e pronto, com atenção, sua voz ouvir.

Pai, eis-me aqui para fazer a tua vontade. Não permitas que eu
me distraia comigo mesmo ou que seja cego ao teu amor e
me perca em ativismo inútil. Eu quero “comer a tua comida” e
fazer hoje a tua obra. Amém.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Café dos homens

Irmãos, vocês estão convidados para um café da manhã nesta terça-feira, dia 12, a partir das 8h30. Vamos estar em comunhão e receberemos a presença dos irmãos que fazem parte do ministério de homens da Primeira Igreja Batista de Santo André. Compareça.

Seu nome é especial para Deus

Reflita sobre o texto de 1Cr 4.9, e conheça a sua identidade em Cristo Jesus

“Sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz.” (1Cr 4.9)


Este texto bíblico nos conta a história de um homem que fora “programado para dar errado”. Jabez não fora um personagem bíblico de grande visibilidade assim como Moisés e Davi ou o apóstolo Paulo, mas se tornou ilustre em apenas dois versículos e deixou a sua marca na história de Israel. Uma oração simples, verdadeira, com apenas quatro pedidos, agradou a Deus. Esse moço teve a vida mudada porque não olhou para a sua condição atual, para o significado do seu nome, mas olhou para Aquele que restaura a sorte.

Jabez carregava em sua vida o peso do significado do seu nome, pois ao nascer causara dor em sua mãe. Porém ele não se prendeu às circunstâncias da vida. Não ficou lamentando, não se conformou em viver estigmatizado. Não olhou para aquilo que ele via, mas para Deus e o que somente Ele poderia fazer. Jabez não se deixou abater, exerceu a sua fé e invocou a Deus: “Oh! Tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição.”

O mundo não determina o nosso futuro. Seja qual for o nome que você tenha recebido dos seus pais ou o “título” que as pessoas lhe deram, saiba que Deus tem todo o poder para mudar a sua história. Deus ouviu a Jabez e podemos crer que Ele também ouvirá todo aquele que a Ele clamar com sinceridade de coração, pois Ele é Pai e não faz acepção de pessoas.

Levante a cabeça e assuma a sua posição em Cristo Jesus. Você é filho do Deus altíssimo. Não aceite as mentiras de satanás acerca da sua identidade. Títulos, apelidos, nomes com “significados ruins”, não representam nada para o Criador. Ao contrário do mundo, Deus se importa com os menos favorecidos, com gente simples, humilde e desprezada, com os menos notáveis. Jabez entendeu isso, entendeu que o centro da vida é o Senhor, e não as circunstâncias, por isso foi abençoado por Deus. Que você escolha colocar a sua confiança Naquele que o ama incondicionalmente!

:: Por Adriana Santos

twitter: @AdrianaStos

adriana.santos@lagoinha.com
Redação lagoinha.com

sábado, 9 de outubro de 2010

Cifras: Terra Fértil - Ministério Além do Véu

Eu quero entrar, nos átrios do pai
E regozijar-me em Tua presença
E ali me prostrarei com toda reverência
E entregarei minha humilde oferta
Meu coração minha vida, meu ser, te entregarei
Colher o que há de bom em Tua palavra
E descansar em Teus braços de amor
Quero Teu arado, preparando minha vida
Revolva com vontade o mais profundo de mim
Tire as pedras e os espinhos, terra fértil quero ser
Pra Teu louvor, faz-me Senhor
Eu quero ser usado sem medida
Prepara-me Senhor, capacita-me Senhor
Te entrego a direção da minha vida
Colher o que há de bom em Tua palavra
E descansar em Teus braços de amor
Quero Teu arado, preparando minha vida
Revolva com vontade o mais profundo de mim
Tire as pedras e os espinhos, terra fértil quero ser
Sou tão dependente desse Teu amor
Uma pequena gota, em Teu grande mar
Move as Tuas águas, enche-me de Ti
Eu quero Senhor transbordar
Pra Teu louvor, faz-me Senhor
Eu quero ser usado sem medida
Prepara-me Senhor, capacita-me Senhor
Te entrego a direção da minha vida
Prepara-me Senhor, capacita-me Senhor
Te entrego a direção da minha vida

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Carregador de potes


Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço. Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe, o pote rachado chegava apenas pela metade.

Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer.

Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço.

- "Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas."

- "Por quê?" Perguntou o homem. - "De que você está envergonhado?"

- "Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços”, disse o pote.

O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou:

- “Quando retornarmos para a casa de meu senhor quero que percebas as flores ao longo do caminho”.

De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote:

- “Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado. Eu ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele. E lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa de meu senhor. Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça à sua casa”.

Cada um de nós temos nossos próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, se permitirmos, o Senhor vai usar estes nossos defeitos para embelezar a mesa de Seu Pai. Na grandiosa economia de Deus, nada se perde. Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos. Se o reconhecermos, e confiarmos realmente nele, poderão causar beleza. Das nossas fraquezas podemos tirar forças.

Fonte: Lagoinha.com

domingo, 26 de setembro de 2010

Eleição no Brasil e o voto do cristão


Nestas eleições, os cristãos devem estar atentos; propostas precisam estar de acordo com às leis de Deus

Próximo domingo, dia 3 de outubro, é dia de eleição no Brasil. Vamos votar para presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. Estas pessoas serão responsáveis pelo direcionamento do país nos próximos anos.

Os representantes legislativos (senadores e deputados) vão votar projetos que podem se tornar leis e influenciarem diretamente nossas vidas. Verbas para saúde, transporte público, moradia, programas sociais e estímulos econômicos para geração de empregos.

Mas nós, cristãos evangélicos, não podemos olhar a política apenas no aspecto social. Devemos observar o Brasil também a partir da questão espiritual. Como saber se há candidatos preparados e prontos a cuidar do Brasil segundo os valores cristãos?

Projetos que tentam institucionalizar o aborto a outras propostas polêmicas põem em discussão se o Brasil não teria sobre si as consequências da ira de Deus. Nossos governantes podem tomar decisões tanto acertadas quanto erradas, porém, recairá sobre o Brasil, sobre seu povo, as consequências.

A Igreja brasileira não é contra o país, não é contra um partido político ou um candidato, apenas alerta ao povo para que tenha consciência política e espiritual ao votar. Não nos deixemos levar por falsas promessas, pela figura paternalista ou pela experiência política, isso muitas vezes falha.

Há uma nova mobilização em redes sociais e nos quatro cantos do país, são jovens e famílias inteiras que se mostram cansadas da política brasileira, e saem às ruas pedindo o novo. Antes de votar, preste atenção nos candidatos, veja qual merece receber seu voto, procure saber seus históricos, seu relacionamento com a família, seus projetos aprovados, enviados ao Congresso e tire às suas conclusões.

Mas ao final de tudo, você deve votar pela vida. A morte deve ser algo administrado por Deus, não por homens. Vote pela vida, pela paz entre os homens e não pelo aborto. Preste atenção nestes movimentos pré - eleitorais e compare seus conceitos aos de outras pessoas.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A alegria vem pela manhã

"Em verdade, em verdade eu vos digo que chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria" (João 16:20). Quem é que não traz dentro de si alguma tristeza por algo que aconteceu em sua vida?

O mundo nos causa tristeza com sua violência que não escolhe vítima; os parentes nos dão tristeza pelo seu modo de agir e de ser; filhos causam tristezas aos pais quando se enveredam por caminhos condenáveis; os pais causam tristezas nos filhos quando decidem se separar.

As lágrimas fazem parte do nosso viver.

Choramos por não conseguirmos aguentar a emoção de vermos desmoronarem nossos castelos; o desemprego nos abate e choramos deseperados. Tudo ao nosso redor nos causa tristeza.

Quão poucas são as alegrias que temos!

Mas agora é hora de sorrir. O Deus que a todos consola diz que a nossa tristeza se converterá em alegria. É só junto dEle que conheceremos a verdadeira alegria.

Lembrem-se disso: Ao anoitecer pode vir o choro, mas alegria vem pela manhã.

Myriam Rebuzzi, colaboradora do Portal Lagoinha.com

www.aleluia.com.br

Fonte: Lagoinha.com

domingo, 19 de setembro de 2010

Nossa igreja completa 19 anos

A nossa igreja completa em Setembro, 19 anos. Emancipada em 14 de setembro de 1991, da Primeira Igreja Batista de Santo André, nascia oficialmente a Congregação Batista de Santo André, no Jardim Elba, em SP. Sob comando, à época, do pastor Jonas Machado, a igreja tornou-se anos, mais tarde, conhecida como Primeira Igreja Batista no Jd. Elba e ,posteriormente, recebeu o nome que leva até hoje, Batista Luz para as Nações.

Foram anos de transformação, mas em todos eles o foco foi o Senhor Jesus.
Em 19 anos tivemos sob a liderança do corpo de Cristo o Pr. Jonas Machado, atualmente pastoreando uma igreja em Jundiaí, Pr. Ronaldo Perini, pastor e presidente da Primeira Igreja Batista Central de São Bernardo do Campo e Pr. Roberto César Perini, nosso atual pastor e presidente.

Para o culto desta noite a programação é especial, haverá uma apresentação das crianças para comemorar as quase duas décadas de existência da congregação. O Iluminando, nosso telejornal exibido nos cultos de domingo, ganhou uma edição especial. Em animação, os apresentadores, e a convidada Bibi, vão contar vários momentos e fases da igreja. A mensagem do culto deste domingo à noite será do pastor Ronaldo Perini, nosso convidado por ocasião do aniversário.

Para acompanhar a programação especial, você está convidado a celebrar conosco a partir das 19h deste domingo, 19/09. Venha ver como uma igreja local pode ser a diferença em uma região carente da Palavra de Deus.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Vivendo com integridade

"Fique perto de qualquer coisa que faça você querer fazer o que é certo." – 2 Timóteo 2:22 NLT

O comediante Red Allen disse: "Só se vive uma vez. Mas se você fizer o que é certo, uma vez é o bastante." E então, como fazer o que é certo? Viver de acordo com as suas convicções todos os dias. Faça isso, e você terá pouco a lamentar. Viver uma vida de integridade envolve: a) avaliar com regularidade os seus valores e deixar que eles criem raízes dentro de você; b) medir constantemente as suas escolhas usando o parâmetro da Palavra de Deus e, sempre que for apropriado, falar sobre elas. Isso não apenas firma os seus valores, como também acrescenta um grau de segurança e responsabilidade. Quando tudo está acontecendo do nosso jeito, não é difícil viver de acordo com as nossas convicções. Mas quando chegamos ao ponto crucial de uma situação é que essas convicções exigem que façamos alguma coisa que nos causará dor ou que nos custará caro! As pessoas espirituais fazem o que é certo, independente de como se sentem a respeito. Você não precisa se sentir bem primeiro para depois fazer o que é certo; primeiro você age, e faz isso biblicamente e de forma consistente – e os seus sentimentos seguem as suas ações. Em geral isso não envolve nada de dramático; as decisões difíceis são as decisões de todo dia. O caráter é construído como um muro, um tijolo de cada vez. As pessoas boas podem parecer terminar por último, mas geralmente é porque elas estão correndo uma corrida diferente. Correr esta corrida envolve fazer uma pausa de tempos em tempos para examinar a sua vida e para orar com o Salmista: "Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos: E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno" (Salmo 139:23-24 KJV).

Porção diária: Porção Diária: Leia 2 Cor 5-8, Lc 22:14-23, Sl 78:65-72, Pv 20:26-30

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Jovens que fazem a diferença


A Palavra de Deus orienta os jovens para que tomem cuidado com suas atitudes; chegará a hora em que todos prestaremos conta de nossas ações

A juventude é a melhor época da vida. Eu gosto de viver esta fase, apesar das incertezas do futuro, as dificuldades que aparecem por conta da nossa inexperiência e das mudanças bruscas que acontecem em algumas áreas.
A mocidade é o momento mais esclarecedor para entendermos o que Deus quer que façamos em Sua obra. Meninos e meninas descobrem seus talentos, suas vocações e seguem seus chamados.
Mas para líderes de ministérios e pastores, a exortação a estes jovens é necessária para que não percam a orientação bíblica e caiam pelo caminho graças a seus erros.
Em Eclesiastes 11:9-10, a mensagem de Deus diz que os jovens podem fazer o que seu coração sente vontade. Mas fica o alerta de que ao final de tudo, Deus exigirá prestação de contas de nossas atitudes. A Palavra vai além e diz que a juventude é a vaidade da vida.
Aprendemos muito com esta Palavra, alguns jovens, mesmo dentro da Igreja, esquecem da base bíblica a eles ensinada desde pequenos e vivem às custas de seus interesses e prazeres. No entanto, um pecado cometido no auge da mocidade, um erro cometido quando jovem pode acarretar consequências eternas.
Talvez um dos fatores que pesam contra o entendimento bíblico dos jovens são as emoções. Elas existem e muito na mentalidade de todos eles. Pode ser uma preocupação com o namoro, a procura de um emprego, os estudos, problemas familiares e até o peso de um pecado não confessado.
É fundamental um acompanhamento espiritual para os jovens, as igrejas precisam projetar, aplicar e acompanhar os ministérios de jovens e adolescentes. A liderança deve ser dada a pessoas experientes com este público, estejam dispostas em todo o tempo a passar orientação, atender casos urgentes, tenha bom relacionamento com as famílias e com os próprios jovens. Eu sou jovem e sei que a confiança entre líder e liderado é indispensável em situações assim.
Todos pecam, mas o que nos torna jovens diferentes é a certeza que temos de que somos remidos pelo sangue de Cristo. Há milhões de anos, em uma cruz, foi pago um alto preço para que fizessemos a diferença entre os jovens desta geração.
Porém, é claro, a diferença não acontece de um dia para o outro, ela é fruto de ensino bíblico e valores cristãos que os pais devem passar aos seus filhos ainda pequenos. Para ilustrar esta observação, Provérbios 22:6 nos dá sustentação bíblica para a orientação dos pais aos filhos.

Glórias ao Senhor!

Lucas Meloni, editor do Iluminando e colaborador do Portal Lagoinha.com

sábado, 11 de setembro de 2010

Marcha pela Família reúne 4 mil cristãos no ABC

A Marcha pela Família foi realizada pela ATG (Agência de Transformação Global); evento reuniu 4 mil cristãos pelas principais ruas e avenidas de Santo André

A Marcha pela Família Brasileira organizada pela Agência de Transformação Global em parceria com igrejas de várias denominações atraiu cerca de 4 mil fiéis em Santo André na tarde do último sábado, dia 11, de acordo com os seus organizadores. As pessoas se concentraram em frente ao Colégio Américo Brasiliense, na região central da cidade, e partiram em direção ao Paço Municipal de Santo André.
Animados, os irmãos entoavam cânticos como "o nosso gerenal é Cristo, seguimos os Seus passos, nenhum inimigo nos resistirá" e "Deus é bom o tempo todo, o tempo todo Deus é bom".
A movimentação gerou um certo transtorno no trânsito local, mas que foi rapidamente contornado com a ajuda da Guarda Civil Municipal e dos agentes de trânsito do município. Não houve problemas que atrapalhassem a intercessão do povo de Deus pelas famílias brasileiras.
De frente para a Prefeitura, quase chegando ao final do trajeto, o Pastor Edson Queiróz, líder da Primeira Igreja Batista de Santo André, orou pela cidade e pelos municípios vizinhos.
Na chegada, os irmãos foram recebidos com muita alegria. Era o momento de louvar e orar ainda mais. Após alguns louvores, o pastor Edson e outros irmãos intercederam pelo Brasil. O foco foi para a eleição de 2010, um dos pedidos foi para que Deus colocasse no poder um (uma) presidente cristão (a).
Em uma noite cheia de louvor, alegria, comunhão e ensinamentos preciosos para a família, os cristãos deram exemplo, não houve incidentes como brigas, roubos ou discussões. O povo ainda não sujou a cidade, os adesivos ou papéis que acabavam por cair nas ruas eram recolhidos pelas pessoas.
O evento mostrou o poder da Igreja de Cristo. Unindo várias denominações com um único propósito, mais de 4 mil pessoas foram às ruas para mostrar que estão orando pelas famílias brasileiras.
A Igreja precisa manter esta unção, pois assim poderá vir do ABC o avivamento que irá restaurar o nosso país.

PT ameaça processar Pr. Paschoal Piragine por vídeo em que fala sobre questões do aborto

O pedido do pastor da 1ª Igreja Batista em Curitiba (PR), Paschoal Piragine Júnior para que os evangélicos não votem nos candidatos do PT, gerou revolta entre os integrantes do partido. Durante entrevista à Rádio CBN do Paraná, o dirigente do PT,Enio Verri disse que vai acionar o pastor juridicamente imediatamente.

No dia 29 de agosto o pastor alertou a Igreja sobre a ‘iniqüidade estatizada’ e denunciou que o PT, durante o Congresso anual, manifestou-se favorável ao aborto, PLC 122/06. A mensagem repetida durante os dois cultos da Igreja lembrou como a iniqüidade pode ferir o coração do homem. Após pedir oração pelas eleições exibiu um vídeo mostrando os casos de abortos, infanticídios indígenas e ameaça à igreja através do PLC 122/06 que cria uma ditadura gay. No vídeo, durante a Parada Gay, lideranças do movimento preparam uma ofensiva para aprovar leis como a união civil entre pessoas do mesmo sexo com apoio do Governo.

Enio Verri diz que o partido estuda medidas para acioná-lo juridicamente e diz que ele mentiu misturando posição pessoal e insinuou que Piragine está comprometido. “Não esperava que um pastor proferisse a mentira, certamente o céu não será destino de-le.

Em dez dias, mais de 500 mil pessoas já assistiram ao vídeo da mensagem.

Assista ao vídeo do Pr. Paschoal Piragine no canal da PIB Curitiba no Youtube

Fonte: Portal Gospel Prime

Nova data para a Santa Ceia

Irmãos, a Ceia do Senhor, que normalmente acontece no segundo sábado de cada mês, em setembro vai acontecer no dia 18, às 20h. A mudança ocorreu por conta da Marcha pela Família que está programada para hoje, às 16h, no centro de Santo André. No dia da Ceia teremos também assembleia com decisões importantes a serem tomadas, se você é membro está convocado.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Venha marchar por sua família

Você está convidado para marchar conosco neste sábado, dia 11, a partir das 16h. A saída da marcha vai ser da frente do colégio Américo Brasiliense, em Santo André. O encerramento será às 18h, no Paço Municipal da cidade.

Traga familiares, amigos e irmãos dispostos a clamar a Deus por restauração na vida das famílias brasileiras.

As promessas de Deus

“Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas.” (Lucas 1.37.)

A palavra “promessa” no dicionário Aurélio significa: ato ou efeito de prometer, oferta, dádiva, compromisso, voto ou juramento.

A Bíblia está cheia de preciosas promessas feitas aos seus filhos. São mais de 30 mil registros. As promessas de Deus são oferecidas a todos os cristãos e impõem algumas condições para serem cumpridas. Destacaremos um versículo bíblico muito conhecido que contém palavras edificantes e traz promessas para nossa vida.

Promessa: E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Eu farei qualquer coisa que vocês me pedirem em meu nome (João 14.13-14)
Condição: Se me amais, guardareis os meus mandamentos (João 14.15)

Quem obedece aos mandamentos de Deus vive unido com Deus. Precisamos obedecer aos Seus mandamentos e fazermos o que agrada a Deus para recebermos o que pedirmos.

Amado (a), todos nós temos promessas do Senhor, são elas relacionadas à nossa família, nosso ministério, nosso trabalho, nosso sentimentos e outras áreas de nossa vida.

Precisamos confiar e aguardar o cumprimento dessas promessas. Precisamos crer que Deus tem o tempo certo para alegrar nosso coração.

“Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim; e por ele o Amém, para glória de Deus, por nós.” (2Co 1.20.)

Deus lhe abençoe!

::Suely Marques de Rezende

Líder - Ministério de Louvor Herdeiros de Deus
suely@herdeirosdedeus.com.br
http://herdeirosdedeushd.blogspot.com/

Fonte: Portal Lagoinha.com

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Ao líder, com carinho!

Nossos líderes são pessoas escolhidas, capacitadas e usadas por Deus para nos ensinar lições; a obediência a eles é fundamental para que entendamos o que o Senhor quer nos passar

A desobediência aos líderes é um dos grandes problemas na Igreja brasileira. Alguns saem de congregações por desavenças com pastores ou líderes de ministérios e seguem para outras igrejas ou fundam outras denominações mesmo tendo saído em desobediência.
Fomos formados para sermos perfeitos, habitarmos na eternidade junto ao Pai. Nosso modelo de vida deveria ser o mesmo exemplo da vida de Jesus. Cristo era obediente, submisso a Deus, apesar de também ser Deus. Na cruz, momento em que muitos se revoltariam, blasfemariam contra o Senhor, Jesus clamou pelas almas. Ele se humilhou como podemos ver em Filipenses 2.5-10.

É mais fácil obedecer aos líderes quando se entende o motivo pelos quais eles tomam algumas decisões, mas e quando isso não acontece?

Como entender um líder que nos exortar quando tudo parece tranquilo? Pode ser propósito de Deus, um direcionamento do Espírito para nos ensinar algumas lições, e com isso, também, nos aproximar um do outro para desenvolver um relacionamento fraternal completo.

Já tive líderes de vários ministérios, sempre trabalhei bem e fazendo o que tinha de ser feito para a obra de Deus e por obediência a quem é responsável na terra pelo uso dos meus dons. A responsabilidade do que você faz aqui é do seu líder. Se ele é desatento ou desligado, isso pode fazer recair sobre ele a insatisfação do Senhor.

Ame os seus líderes, seja uma bênção para eles e deixe que eles sejam uma bênção em sua vida. Em alguns momentos a palavra será dura, você pode ser corrigido, alertado e até mesmo ir para a Casa do Oleiro*. Mas você verá que da mesma forma que Jesus obedeceu e seguiu para junto dos braços do Pai, aqui você terá a graça de Deus e as bençãos do Senhor por não ter se levantado contra quem é autoridade ordenada por Ele sobre a sua vida.

Os líderes não se restringem aos seus pastores, seus líderes de célula ou de ministérios, são também seus professores, seu chefe, seu supervisor, seus pais, seus avós, seus tios ou qualquer pessoa que seja responsável por você. Se uma pessoa não souber obedecer nunca será um bom líder, por isso, se você tem o desejo de tornar-se um líder, seja humilde, simples, submisso e ouça mais o que os outros têm a dizer. Eles não falam sem argumentos.

Glórias ao Senhor!

* Jeremias 18.1-6.

Lucas Meloni, editor do Iluminando.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Devocional: Do menor ao maior

Do menor ao maior
Devocional do dia 31/08/2010

“O grão de trigo… se morrer… dará muito fruto.” – João 12:24 NVI

O que você diz àqueles que acreditam em milagres quando eles não conseguem um? Ou quando a sua vida de repente sofre uma reviravolta? Ou quando sua empresa é destruída em um incêndio e o seu seguro não cobre isso? Ou quando seu cônjuge se envolve com outra pessoa? Ali jazem as suas esperanças de um casamento que duraria para sempre. Ali jazem as cinzas daquilo que você precisava perder, para ganhar o que Deus tinha reservado para você a seguir. É ao mesmo tempo uma situação de morte e de nascimento. E isso dói!

Para atingir a próxima dimensão de qualquer coisa, algo que você atualmente possui pode ser a oferta de sacrifício necessária. Jesus ensinou que algumas coisas em nossa vida precisam morrer, para que possamos renascer para o próximo nível. É isso que está acontecendo com você? Quando os problemas surgem, as nossas perguntas geralmente colocam a integridade de Deus em jogo. Ele realmente precisa ser extremamente seguro para Se manter firme no Seu plano diante das nossas hesitações e reclamações.

A verdade é que somente quando olhamos para trás é que percebemos que aquilo pelo que passamos foi apenas o “baile de debutante” da nossa capacidade de confiar - ou seja, mal começou o tempo em que a fé fraca passou a ser uma fé muito além do nosso alcance.

É do outro lado da dor que a nossa fé obtém o seu diploma, e, daí por diante, se recusa a ser intimidada por qualquer pessoa ou por qualquer coisa. Pense nisso!

Porção diária: Porção Diária: Leia Ez 14:1 -16:52, Lc 19:1-10, Sl 103:1-12, Pv 19:12-16

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Devocional: Eu conheço o mar

OSÉIAS 6.1-3

Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua
vinda é certa... (Os 6.3.)

Um menino de oito anos de idade viajou pela primeira vez ao litoral. No caminho,enquanto as lindas paisagens de árvores e montanhas se sucediam majestosamente diante de seus olhos, ele só pensava no momento de ver o mar.

Como seria? Suas águas eram azuis ou verdes? A água era mesmo salgada? Finalmente chegaram. A amplitude do mar, o barulho das ondas quebrando na praia, as nuances de cores sobre a superfície, o sabor salgado em sua boca. Tudo era maravilhoso para ele. E o menino corria pela margem espirrando água, levantando os braços para o alto e gritando:

“Eu conheço o mar!” Ao encontrar um velho pescador que arrumava a sua rede, tocou-lhe nos
ombros e disse eufórico:

– Moço, eu conheço o mar!

E o velho pescador, acostumado com as ondas, vivendo das aventuras e da
própria vida do oceano, disse ao menino:

– Filho, eu também conheço o mar.

Logo no início de nossa jornada com o Senhor, também gritamos a todo
o mundo:

“Eu conheço Jesus!”

Apenas tocamos na orla de seu manto e já provamos o seu grande amor e
poder. Contudo, à medida que a nossa comunhão com ele aumenta, vamos provando
da sua ? delidade, compaixão, bondade, justiça, verdade e poder. E vamos
nos tornando “velhos pescadores de almas”, podendo dizer como Paulo: Sei em
quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso (2Tm 1.12).
Conhecer Jesus é a mais linda aventura da vida.

É mergulhar no oceano do amor
É aprender a ser bom com o Senhor,
É caminhar, alimentar do sabor da sua mesa de dons
Ouvir de seus lábios os sons que nos trazem coragem,
E então prosseguirmos viagem
Até o seu reino, pois aqui estamos só de passagem.

Pai, quero conhecer- te mais e mais. Quero banhar os meus
pés em teu amor e mergulhar em tua ? delidade. Ensina-me os
teus caminhos e revela-te a mim cada dia mais. Amém.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Momento missionário: Afeganistão

Hoje vamos falar do Afeganistão, um país em destaque nos noticiários por suas guerras internas e externas. É o sexto país na classificação de países por perseguição, a religião dominante nesse país é o islamismo.É um país que precisa muito das nossas orações, então esse é seu dever missionário dessa semana.
Motivos de oração:

1. Ore por obreiros cristãos afegãos e estrangeiros que se dedicam ao ensino espiritual e secular do povo.

2. Ore pelos cristãos, para que eles nunca percam a esperança. Ore por proteção.

3. Interceda pelos missionários envolvidos em ajuda humanitária e capacitação profissional dos afegãos. Eles correm riscos cada vez maiores de serem sequestrados e assassinados. Peça a proteção e a sabedoria de Deus para eles e suas agências.

domingo, 22 de agosto de 2010

Aniversário de 19 anos de nossa igreja

Para celebrar os 19 anos de nossa igreja, o Iluminando terá uma edição especial. Vamos relembrar momentos importantes que aconteceram em todo esse período. Teremos uma novidade. Aguarde então, em setembro.

GPS

Irmãos, os grupos pequenos de pastoreio continuam a se reunir às terças à noite no templo. Se você não tem frequentado já é hora de visitá-los. Às terças, às 19h30.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Reportagem "A Nova Reforma Protestante"


O trecho a seguir foi retirado de reportagem da revista Época de 09/08/2010. O texto trata de como agem os novos evangélicos do Brasil.

Inspirado no cristianismo primitivo e conectado à internet, um grupo crescente de religiosos critica a corrupção neopentecostal e tenta recriar o protestantismo à brasileira

Irani Rosique não é apóstolo, bispo, presbítero nem pastor. É apenas um cirurgião geral de 49 anos em Ariquemes, cidade de 80 mil habitantes do interior de Rondônia. No alpendre da casa de uma amiga professora, ele se prepara para falar. Cercado por conhecidos, vizinhos e parentes da anfitriã, por 15 minutos Rosique conversa sobre o salmo primeiro (“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios”). Depois, o grupo de umas 15 pessoas ora pela última vez – como já havia orado e cantado por cerca de meia hora antes – e então parte para o tradicional chá com bolachas, regado a conversa animada e íntima.

Desde que se converteu ao cristianismo evangélico, durante uma aula de inglês em Goiânia em 1969, Rosique pratica sua fé assim, em pequenos grupos de oração, comunhão e estudo da Bíblia. Com o passar do tempo, esses grupos cresceram e se multiplicaram. Hoje, são 262 espalhados por Ariquemes, reunindo cerca de 2.500 pessoas, organizadas por 11 “supervisores”, Rosique entre eles. São professores, médicos, enfermeiros, pecuaristas, nutricionistas, com uma única característica comum: são crentes mais experientes.

Apesar de jamais ter participado de uma igreja nos moldes tradicionais, Rosique é hoje uma referência entre líderes religiosos de todo o Brasil, mesmo os mais tradicionais. Recebe convites para falar sobre sua visão descomplicada de comunidade cristã, vindos de igrejas que há 20 anos não lhe responderiam um telefonema. Ele pode ser visto como um “símbolo” do período de transição que a igreja evangélica brasileira atravessa. Um tempo em que ritos, doutrinas, tradições, dogmas, jargões e hierarquias estão sob profundo processo de revisão, apontando para uma relação com o Divino muito diferente daquela divulgada nos horários pagos da TV.

Estima-se que haja cerca de 46 milhões de evangélicos no Brasil. Seu crescimento foi seis vezes maior do que a população total desde 1960, quando havia menos de 3 milhões de fiéis espalhados principalmente entre as igrejas conhecidas como históricas (batistas, luteranos, presbiterianos e metodistas). Na década de 1960, a hegemonia passou para as mãos dos pentecostais, que davam ênfase em curas e milagres nos cultos de igrejas como Assembleia de Deus, Congregação Cristã no Brasil e O Brasil Para Cristo. A grande explosão numérica evangélica deu-se na década de 1980, com o surgimento das denominações neopentecostais, como a Igreja Universal do Reino de Deus e a Renascer. Elas tiraram do pentecostalismo a rigidez de costumes e a ele adicionaram a “teologia da prosperidade”. Há quem aposte que até 2020 metade dos brasileiros professará à fé evangélica.



Revista Época (Ed. Globo) 09/ago/2010
Tema: Religião | matéria de capa

Devocional: Isto é um teste de fé

“Tu… nos submeteste à prova… nos refinaste como a prata…a um lugar de fartura nos trouxeste.”Salmo 66:10-12 NVI

Quando Jesus explicou qual era o preço de servi-lo, alguns de Seus discípulos foram embora. Mas o impacto dos que não fizeram isso ainda pode ser sentido no mundo de hoje. Quando escreveram suas epístolas, os apóstolos haviam aprendido a ver cada teste na vida como uma chance de fortalecer sua fé e multiplicar sua eficácia. Os testes de fé são oportunidades de entregarmos algo de valor a Deus, mesmo quando temos o direito de não fazê-lo. Em um teste de fé, você se sentirá atacado e pressionado pelas circunstâncias, mas não se sentirá distante de Deus; provado por elas, mas não julgado ou culpado. O Salmista escreveu: “Pois Tu, ó Deus, nos submeteste à prova e nos refinaste como a prata… a um lugar de fartura nos trouxeste” (Sl 66:10-12 NVI). Um teste de fé na verdade não testa nada a não ser que ele pressione você a ir além do seu último teste – além do que você já provou! Se tentar fugir ou recuar toda vez que chegar ao que parece ser o seu limite, você nunca saberá o quanto pode confiar em Deus – ou o quanto Ele pode confiar em você. O fogo que nos refina como a prata pode vir com a perda de um emprego, a perda de um relacionamento, da saúde, ou da reputação. Mas com Deus, o resultado final nunca é duvidoso. Se você está se perguntando hoje: “Quanto mais posso suportar?” ouça as palavras do Bispo JC Ryle: “Esta é a única coisa que podemos ter certeza, se o amanhã trouxer uma cruz, Aquele que a enviar pode dar e dará a graça para suportá-la”. No Reino de Deus, as coisas funcionam assim: “Fé testada, caráter refinado, abundância dada”.

Porção diária: Porção Diária: Leia Jz 1-3, Lc 12:49-59, Sl 119:49-56, Pv 17:18-21

Fonte: Palavra para Hoje

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Diáconos

Quem tem um chamado não pode ocultá-lo. Se você tem o chamado para diaconia deve integrar a equipe que está estudando para formação de diáconos. As aulas são ministradas aos domingos, às 17h.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Momento missionário: Mauritânia

A Mauritânia é um país africano com fortes problemas sociais e grande perseguição à Igreja cristã. Colonia francesa por muitos anos, a Mauritânia herdou muita pobreza, fome, violência e perseguição aos servos de Deus em suas terras. Calcula-se que um terço das crianças é desnutrida. O desemprego atinge 30% da população e a escravidão ainda existe no país.
Na nação pregar o evangelho é proibido, por Lei os mauritanos são proibidos de ouvir a Palavra. Os próprios governantes assumem o papel de carrascos não permitindo que a população tenha acesso ao evangelho.
Por Lei quem abandonar o Islamismo e tornar-se um Cristão recebe como sentença a morte. Nas leis de imprensa do país, é restrito a impressão de materiais religiosos não islâmicos, apesar de possui-los não ser um ato ilegal.
As populações são dividas por castas, por grupos espirituais, o que dificulta ainda mais a vida dos novos convertidos. Os missionários que se dispõem a levar as boas novas aos mauritanos estão passando por problemas e precisam da sua ajuda:

- Interceda pela Igreja mauritânia, peça para que os cristão de lá amadureçam em fé e fujam das tentações que insitem em aparecer;
- Ore pelo fim da miséria no país. Os cristão são os que mais sofrem com a falta de comida e renda, pois tem como fator determinante o preconceito e a ira dos líderes de outras religiões;
Peça a direção de Deus para aquele país, para que a misericórdia do Senhor alcançe a cada vida.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

40 dias de jejum e oração

Pelos próximos 40 dias temos um compromisso espiritual: jejuar e orar por nossos familiares. Você que entende a importância da família para a sociedade deste país deve participar também. Vamos pedir ao Senhor a restauração de vidas, de casais, de relacionamentos entre irmãos, de pais com os filhos e de filhos com os pais. Há um modo de se alcançar, mas o alvo será atingido apenas com jejum e oração. Integre este grupo, participe da Campanha de 40 dias de Jejum e Oração.

domingo, 8 de agosto de 2010

Hoje é dia de culto!

Hoje temos culto na Igreja Batista Luz para as Nações. Você é nosso convidado, compareça na Avenida Custódio de Sá e Farias, 921, em São Paulo, SP.

No culto de hoje teremos a abertura da campanha de 40 dias de jejum e oração em favor da família. Leve a sua e entenda o que Deus tem para ela.

O culto começa às 19h e a ministração é do pastor Roberto Perini.

Pai, muito obrigado

Pai, obrigado por me segurar em seu colo no meu nascimento e me olhar com ternura e orgulho. Obrigado por dizer a todos que eu sou o presente de Deus para a nossa família. Obrigado por me ensinar desde cedo bons modos, valores, lições de moral e as lições de nosso Senhor.
Obrigado também por me apoiar nas vezes em que pensei em largar tudo, desistir, fugir e nunca mais voltar. Você não deixou de acreditar em mim, e hoje aqui estou.
Agradeço pelas noites em claro que você passou ajoelhado, orando e pedindo por minha vida, agradeço a sua proteção e o seu amor.
Pai, muito obrigado por suas broncas e por seus afagos, obrigado por seu investimento de tempo e dinheiro e por suas lágrimas em meu favor.
Não devo esquecer de agradecer os seus conselhos de mocidade, cheios de princípios e sabedorias, por mais que à época pareçam chatos e sem valor, mas que num futuro logo poderão ser entendidos.
Pai, muito obrigado por me amar, por acreditar em mim e por se dispor a estar ao meu lado em vários momentos da minha vida. Obrigado, pai, por ser parte da minha vida.


Feliz dia dos pais!

sábado, 7 de agosto de 2010

Santa Ceia!

Sábado, dia 14, é dia de Santa Ceia. Você membro deve participar deste momento. Esperamos por todos, sábado, dia 14, às 20h.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Os 5 passos para um jovem cristão


Como os jovens podem descobrir os propósitos de Deus para suas vidas

Há na juventude uma mistura de expectativas e ansiedades intensas. Nessa época, nossa mente está cheia de preocupações, nossos corações com medo e com constante frio na barriga. A fase difícil da adolescência e juventude não é exclusiva dos jovens do mundo. Nós, cristãos, passamos por ela também. É a época mais propensa a pecar e a se afastar dos caminhos do Senhor.

Para passar por tudo isso não é fácil, mas Deus em Sua infinita misericórdia, nos mostra como ter êxito nesse caminho. Em cinco passos é possível descobrir quais são os propósitos de Deus para a juventude e seguir adiante neste caminho.

Santidade – É o que Deus mais espera de Seu povo. Em Hebreus 12:14, a Palavra nos mostra que sem a santidade ninguém verá a Deus. A juventude tem sido santa? Os atos são de santos? Muitos buscam o prazer carnal e se aventuram no pecado e na perdição espiritual. É propósito principal do Senhor a santificação das vestes, das ações e da mente dos jovens.

Obediência – Em 1 Samuel 15:22, fica clara a preferência do Espírito Santo. É melhor obedecer do que oferecer sacrifícios, Deus não quer holocaustos, Ele deseja a obediência de um coração contrito. Os jovens precisam reaprender a obediência.

Submissão – Apenas com a orientação de Deus alcançamos a plenitude espiritual. Tiago 4:7 nos fala para nos sujeitar a Deus, sermos submissos. Quão difícil é isso. Às vezes queremos ter liberdade, criamos asas e tentamos nos afastar de quem nunca se afastou de nós. Submissão em todo o tempo.

Separação para Deus – No livro de Salmos 119:9, o Espírito ensina como o jovem cristão pode manter puros os seus caminhos. Simples, desde que se baseie na Palavra de Deus como um norte em suas ações. Para ter uma vida reta, o jovem precisa ser separado para Deus. Não digo que deva abandonar amigos e família, é propósito Dele que tenhamos relacionamentos, mas não podemos ter mais apego a pessoas e objetos do que ao Seu nome.

Vencedores em Cristo – Deus fez o Seu povo vencedor desde o início. Em 1 João 2:14 parte b, o Senhor fala de nossa força e diz que a Sua Palavra permanece em nós. Somos vencedores, pois temos destruído o inimigo. Apesar de tantas ações para roubar nosso tempo, a beleza de nossa juventude, esse povo escolhido dá uma resposta a altura para quem quer atacar e abater os amados do Pai.

Com esses pontos, a juventude cristã, a menina dos olhos de Deus, trará muitas alegrias ao Senhor. A fase pode ser difícil, mas para os que estão em Cristo ela terá um sentido.
Glórias ao Senhor!

Lucas Meloni, editor do Iluminando.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Artigo do pastor: João 8

João 8:30-38
30 Tendo dito essas coisas, muitos creram nele. 31 Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. 32 E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará".
33 Eles lhe responderam: "Somos descendentes de Abraão e nunca fomos escravos de ninguém. Como você pode dizer que seremos livres?"
34 Jesus respondeu: "Digo-lhes a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado. 35 O escravo não tem lugar permanente na família, mas o filho pertence a ela para sempre. 36 Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres. 37 Eu sei que vocês são descendentes de Abraão. Contudo, estão procurando matar-me, porque em vocês não há lugar para a minha palavra. 38 Eu lhes estou dizendo o que vi na presença do Pai, e vocês fazem o que ouviram do pai de vocês”.


Nenhuma personalidade na história da humanidade foi ou é mais intrigante e desafiadora do que a pessoa de Jesus. A figura do Deus Eterno encarnado, habitando entre os homens é inconcebível para a mente humana.
As grandes controvérsias da igreja, as grandes discussões sempre foram em torno da pessoa de Jesus, era inadmissível:
1º Que o próprio Deus se transformasse em um homem;
2º Que Deus pudesse se deixar matar por mãos humanas;
3º Que um homem se tornasse o centro do universo
Durante 400 anos a igreja discutiu sobre quem é Jesus? Durante este período, concílios foram convocados para responderem esta pergunta. Porém os escritores bíblicos opinam sobre isso.
Para João o batista ele é o cordeiro de Deus:
No dia seguinte João viu Jesus aproximando-se e disse: “Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João 1.29
Para João o evangelista ele é o Deus encarnado:
Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1.14
Para o apostolo Paulo ele é Deus:
Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Col 1.15-17
Na verdade este Jesus era o próprio Deus, se revelando ao homem de uma maneira mais compreensível. Quando o Senhor se revelou a Moisés, Ele o fez usando um arbusto (sarça) que ardia em chamas, porém não se consumia. Assim o Senhor falou como Moisés, e com revelações com a mesma intensidade lhe transmitiu sua vontade através da Lei.
Moisés perguntou: “Quando eu chegar diante dos israelitas e lhes disser: O Deus dos seus antepassados me enviou a vocês, e eles me perguntarem: ‘Qual é o nome dele?’ Que lhes direi?” Disse Deus a Moisés: "Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês". Êxodo 3.13-14
A revelação de Deus é gradativa, e assim o Senhor foi se revelando por todo VT, e também apontado para a vinda do Cristo como o Emanuel (Deus conosco). Os evangelhos atestam a condição de Jesus como Deus, o próprio Jesus assim testifica.
Enquanto ele estava falando, uma nuvem apareceu e os envolveu, e eles ficaram com medo ao entrarem na nuvem. Dela saiu uma voz que dizia: "Este é o meu Filho, o Escolhido; ouçam-no!" Lucas 9.34-35
Neste texto, enquanto Jesus orava foi transfigurado e apareceram Moisés e Elias e começaram a falar com Ele. Uma nuvem os cercou e da nuvem uma voz falou para Pedro, Tiago e João. Deus diz para que se ouçam as Palavras de seu Filho. A revelação é Deus se manifestando e falando através da pessoa de Jesus
Há muito tempo Deus falou muitas vezes e de várias maneiras aos nossos antepassados por meio dos profetas, mas nestes últimos dias falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez o universo. Hebreus 1.1-2
O autor de Hebreus tem a mesma revelação, Deus falou por Moisés e pelos profetas, mas hoje nos fala através de Jesus. O próprio Jesus confirma que ele e o Pai são um
Jesus respondeu: "Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: 'Mostra-nos o Pai'? João 14.9

Eu e o Pai somos um. João 10.30
Em nosso contexto, Jesus esta quebrando paradigmas, dogmas, este capitulo 8 de João é rico nestas informações. No início encontro com a mulher pega em adultério, a Lei mandava apedrejar, e Jesus “atire a primeira pedra quem não tem pecado”.
Em nosso texto acontece uma discussão entre os judeus e Jesus discussão sobre quem ele era.
Eu lhes disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados. João 8.24
Quando vocês levantarem o Filho do homem, saberão que Eu Sou, e que nada faço de mim mesmo, mas falo exatamente o que o Pai me ensinou. João 8.28
Disseram-lhe os judeus: "Você ainda não tem cinqüenta anos, e viu Abraão?" Respondeu Jesus: "Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!" João 8.57-58
"Estou lhes dizendo antes que aconteça, a fim de que, quando acontecer, vocês creiam que Eu Sou. Eu lhes garanto: Quem receber aquele que eu enviar, estará me recebendo; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou". João 13.19-20
Nestes textos Jesus afirma ser ele o próprio “Eu sou”, o Deus da sarça, o Deus Eterno.
Jesus quebra todos os parâmetros da religião. Se Deus falou com Moisés em uma sarça, agora Deus fala através da pessoa Jesus.
Jesus diz: “Eu Sou”, quem me recebe, recebe também ao Pai.
Jesus está quebrando toda a estrutura religiosa como forma de relacionamento com Deus. Jesus esta se colocando acima da religião, abrindo assim uma nova possibilidade para uma vida transformada e não apenas isso, mas também para a transformação da sociedade.
Os judeus ouviram estas coisas e alguns creram nele. Jesus vai ensiná-los agora.

1 – Muitos creem em Jesus (30)
Aqueles judeus que o ouviam estavam presos as revelações antigas, era muito difícil para um judeu deixar sua forma de religião e crer em Jesus, era negar toda sua fé, toda a sua existência, era quebrar com os padrões da sociedade, era estar disposto a perder tudo.
Não era muito fácil para um judeu crer em Jesus, porque crer implicava muito mais do que uma declaração de fé verbal, mas implicava principalmente em uma mudança de vida, uma mudança de posição.
Jesus lhes ensina e lhes dá um esclarecimento do que Moisés e os profetas já tinham escrito sobre Ele. Jesus lhes apresenta a progressão da revelação. O que é isso? Se eu te der uma semente e não lhe disser que tipo de planta é; até mesmo que você a conhecesse, você só saberia como ela é; quando esta planta estivesse formada. Ou se eu lhe desse uma planta e lhe dissesse: Espere pelas flores. Você sabe que a planta dará flores, porém você apenas verá quando a planta florescesse.
O VT é esta planta que sabemos que crescerá, mas só saberemos como é quando ela crescer. O NT é esta planta já formada.
O judeu tinha que abandonar as tradições (não estou dizendo abandonar os princípios da Palavra de Deus (semente), mas a forma aparente de fé. Saber que a planta cresceu).
Muitos creem na existência de um Jesus histórico, que há 2 mil anos viveu e morreu. Porém crer em Jesus é mais do que o fato de acreditar em sua existência. Muitos estão presos a semente, não conseguem perceber a planta, nem as flores, a beleza, o perfume.

2 – Os discípulos permanecem nas Palavras de Jesus (31)
O padrão de conduta para um seguidor de Cristo são as Palavras de Jesus. Ele não está preocupado em formar uma nova religião, ele procura fazer seguidores (discípulos), e estes devem permanecer firmados em seus ensinos. Jesus não está se desfazendo do VT, mas o interpreta a luz de sua revelação divina
"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: 'Não matarás', e 'quem matar estará sujeito a julgamento'. Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: 'Racá', será levado ao tribunal. E qualquer que disser: 'Louco!', corre o risco de ir para o fogo do inferno. Mateus 5.21-22
Aliás o sermão do monte é um bom exercício para aprendermos sobre a revelação de Jesus sobre Moisés e os profetas. Jesus se aprofunda no coração do homem e revela suas intenções, mostra a fragilidade humana diante dos mandamentos e propõe uma revisão dos valores pessoais a luz de sua Palavra.
Jesus não busca religiosos, denominações, crentes, devotos. Jesus mandou que fossem feitos discípulos, aqueles que agem segundo o seu ensino: amor, perdão, honestidade, integridade. Suas palavras são a base para um relacionamento com Deus, com o mundo, a sociedade, família, igreja.
Em João 15 Jesus fala sobre permanecer. Permanecer ligado a videira verdadeira, ligado ao amor do Pai, ligado suas Palavras. Perceba que o relacionamento com o Pai é somente através de Jesus (Jo 17)

3 – Conhecedores da verdade são livres (32)
Somente as palavras de Jesus podem comunicar a verdade.
Disse Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. João 14.6
Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. João 17
No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. João 1.1
Jesus é o verbo encarnado, é a palavra de Deus na forma humana. Ele afirma ser a verdade e João faz um jogo de palavras de tal sorte que a Palavra é a verdade, e a Palavra encarnou, logo Jesus é a verdade, e apenas aqueles que estão na verdade são livres
Apenas o conhecimento de Jesus, de sua pessoa, de sua obra pode libertar o homem de seus temores, de uma vida fria e sem sentido, o medo, das prisões da alma, das hostes espirituais malignas, de uma vida de pecado.
Alguém diria que ser crente é ser escravo, não pode fazer nada, nem beber, nem fumar, cheirar, nem ir para a balada. Eu posso fazer todas essas coisas, mas não preciso delas, ainda me lembro de quando era executivo em uma grande companhia via as pessoas usando drogas (fumo, álcool, etc), para se liberarem em um evento. Quem é o escravo? Porém eu decidir ser diferente e já não é o que faço, mas aquilo que sou. Então eu não preciso dessas coisas.
Não apenas isso, conhecer a verdade em Cristo me livra de aberrações religiosas, até mesmo no meio de igrejas supostas cristãs, seja passa por um monte de sal, crer que uma rosa liberta de espíritos malignos, ou que se tem que sacrificar para se obter mais riquezas de Deus. Conhecer o caráter de Cristo me liberta de profetadas e revelações carnais, e de imposições e preceitos humanos.
“se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador”. Col 3.10
O cerne do cristianismo é que através de Jesus; Deus está formando uma família, e os filhos adotados por Deus se tornam a sua imagem, e é exatamente o conhecimento da verdade que os liberta de seu antigo viver.

4 – Libertos pelo filho (34)
A verdadeira libertação está no filho de Deus, isto vida e vida eterna
Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
João 17.3
Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão. Meu Pai, que as deu para mim, é maior do que todos; ninguém as pode arrancar da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um". João 10.28-30
Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados.
Colossenses 1.13-14
Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus,
Efésios 2.6
Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. Gálatas 5.1
Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne Gálatas 5.13
Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal 1 Pedro 2.16

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Casados com um propósito

Por Pr. Alexandre Silva


O Marriage Ministries International trabalha junto com a igreja local para curar e fortalecer os casamentos. Nossa firme convicção é que todos os casais têm uma tarefa do Senhor, e é nosso desejo ajudar a edificá-los e equipá-los para tal ministério como uma equipe de uma só carne.

Cremos que, quando os lares são fortes, as igrejas são fortes. Os princípios bíblicos compartilhados no curso “Casados Para Sempre” ensinam aos casais como andar na plenitude do relacionamento de uma só carne, capacitando-os a se tornar um lar cristão que seja luz, ministrando salvação, cura e libertação em nomedo Senhor Jesus. Para os casais cujos casamentos estão atribulados. O MMI oferece esperança de reconciliação e cura permanentes.

Os estudos do curso “Casados Para Sempre” providenciam as ferramentas necessárias para aqueles que estão procurando andar em paz e harmonia.

Os casamentos que ficaram frios e rotineiros descobrem nova vida e vibração, quando experimentam um aprofundamento do amor de Deus no MMI. O plano de Deus para o casamento torna-se cada vez mais empolgante e penetrante. Os casamentos rotineiros podem descobrir um novo despertamento na verdade da Palavra de Deus.
Os casamentos que já têm uma base firme caminham para a excelência, através dos princípios bíblicos ensinados nas aulas de MMI. Os casais que já têm bons casamentosaprendem a usar sua estabilidade para reproduzir vida em outros.
O curso “Casados Para Sempre” contém 13 lições, ministradas em 14 semanas, com os seguintes conteúdos:

Conteúdo do curso:

Semana 1 – Aliança: Explicação do termo aliança. Aliança como base para o
casamento. Termos e promessas da aliança.

Semana 2 – Uma Só Carne: O plano original de Deus para o casamento. O que
aconteceu ao casamento na queda. O que o Senhor Jesus Cristo redimiu para o
casamento.

Semana 3 – Papéis: Os papéis bíblicos para o marido e a esposa, com base no modelo
do Senhor Jesus e a Igreja. Aplicação prática dos papéis nas áreas física, emocional e espiritual.

Semana 4 – Semeando e Colhendo: Percepção do nosso processo constante de semear
e colher em nosso casamento. Como selecionar sementes. O que fazer com colheitas
ruins.

Semana 5 – Perdão: O porquê da necessidade de perdoar o nosso cônjuge. Como
perdoar. Como continuar perdoando, mesmo que a ofensa se repita.

Semana 6 – Visão de Fé e Confiança: Como obter de Deus uma visão de fé para nosso
cônjuge e o nosso casamento. Fixando nossos olhos na Palavra e não nas circunstâncias.

Confiando na firmeza de Jesus.
Semana 7 – Orando Juntos: Intimidade e unidade na oração diária do esposo e da
esposa juntos. Por que orar no Espírito.

Semana 8 – Acordo: O que é acordo bíblico. Problemas com o acordo mundano. Como
marido e esposa podem andar juntos em acordo.

Semana 9 –Fluindo Juntos no Espírito: Quais são os dons do Espírito. Para quem
foram planejados. Eles estão disponíveis hoje. Dons no lar.

Semana 10 – Intimidade: O plano original de Deus para a união sexual do marido com
a esposa. Propósito do sexo. Benefícios da união sexual. Intimidade física dirigida pelo

Espírito Santo.
Semana 11 – Batalha Espiritual: Nosso cônjuge não é nosso inimigo! Contra quem
estamos lutando? Quais são nossas armas. Como lutamos.

Semana 12 – Estilo de Vida: Padrões santos da Palavra para o casamento.
Reconhecimento de áreas de trevas em nosso relacionamento conjugal. Alinhando
nossas vidas com o plano de Deus mostrado na Palavra.

Semana 13 –Ministério de Uma Só Carne: Deus não nos abençoou apenas por
abençoar. Dando de nossa abundância. Como fluir como uma equipe de uma só carne.

Marriage Ministries International foi fundado em 1983 e está sediado em Littleton, Colorado, USA. No Brasil sua sede fica na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Os grupos de “Casados Para Sempre” ministram em todos os Estados Unidos e nos cinco continentes. Casais estão descobrindo que “um casamento feito no céu” é realmente possível nesta terra. É nosso alvo ver lares cristãos que sejam luz em todas os lugares, em todas as cidades, em todas as nações, antes do retomo do nosso Senhor Jesus Cristo.

Visite o site oficial do Ministério Casados Para Sempre.
Líderes: Alexandre e Débora
Igreja Batista Luz Para as Nações
Para mais informações, envie um email para ale-2008-sp@hotmail.com ou se preferir
ligue para: (11)3412.9584 – 8289.8470 – 62914841, teremos prazer em atendê-los. Deus quer abençoar seu casamento.

domingo, 1 de agosto de 2010

Quadro de Família

Eu estava sentado em minha cadeira favorita, estudando para a fase final de meu doutorado, quando Sarah apareceu com uma pergunta:

- Papai, você quer ver meu desenho?

- Sarah, papai está ocupado. Volte um pouco mais tarde, querida.

Eu estava ocupado.

O trabalho de uma semana inteira a ser feito em apenas um fim de semana.Dez minutos depois ela entrou na sala.

- Papai, me deixa te mostrar o meu desenho.

- Sarah, volte mais tarde. Isto que estou fazendo é importante.

Três minutos depois ela entra novamente, fica à um palmo de meu nariz e falou com todo o poder que um comandante de cinco anos de idade poderia conseguir:

- Você quer ver ou não?

- Não, eu não quero.

Com isso, ela zuniu pra fora e me deixou só. E de alguma maneira, estando só naquele momento não estava tão satisfeito quanto pensei que ficaria. Me senti como que puxado e fui até a porta da frente.

- Sarah, - eu chamei - você poderia entrar um minuto, por favor? Papai gostaria de ver o seu desenho.

Ela entrou sem reclamações e se atirou em meu colo. Era um grande quadro. Ela lhe deu até um título. No alto, com sua melhor letra, estava escrito:

NOSSA FAMÍLIA.

- Me explique o quadro. Pedi à ela.

- Aqui é a Mamãe (uma figura de palito com cabelo longo, amarelo, ondulado), aqui sou eu, do lado de Mamãe (com um sorriso no rosto), aqui é Katie (nosso cachorro), e aqui é Missy (a pequena irmã dela).

Era uma interessante apresentação da forma como ela via nossa família.

- Adorei seu desenho, querida. Vou pendurar na parede da sala de jantar, e toda noite quando eu voltar pra casa eu vou olhar para ele.

Ela sorriu de orelha a orelha e foi brincar lá fora. Voltei aos meus livros. Mas por alguma razão eu mantive a leitura no mesmo parágrafo repetidamente. Algo me deixava intranqüilo. Algo sobre o desenho de Sarah. Alguma coisa estava faltando. Eu fui até a porta da frente.

- Sarah, - eu chamei - você poderia voltar aqui dentro um minuto, por favor? Eu quero olhar seu desenho novamente.

Sarah voltou ao meu colo.

Hoje, fecho meus olhos e posso ver exatamente o jeitinho dela. Bochechas rosadas. Rabo de cavalo, short vermelho e tênis. Uma boneca de pano, chamada Nellie, debaixo do braço. Eu fiz uma pergunta para minha pequena menina, mas não estava certo de querer ouvir a resposta.

- Querida... Tem a Mamãe, e Sarah, e Missy. Até Katie, que é um cachorro está no desenho. E tem o sol, e a casa, e esquilos e pássaros. Mas Sarah... onde está seu papai?

- Você está na biblioteca. Ela respondeu.

Com aquela declaração simples, minha pequena princesa parou o tempo para mim. Erguendo-a suavemente, eu lhe mandei de volta para brincar ao sol de primavera. Eu me afundei em minha cadeira com a cabeça girando. A declaração simples de Sarah.

- Você está na biblioteca.

- prendeu minha atenção por um bom tempo.

Pendurei o desenho na parede da sala de jantar conforme tinha prometido à minha menina. E por aquelas longas semanas que antecederam a defesa de minha tese, eu encarei aquele retrato esclarecedor. Finalmente terminei meu doutorado. Agora eu era "Dr. Rosberg", e eu deveria ter me sentido muito bem. Mas francamente não havia muita alegria em minha vida.

Uma noite depois da graduação, Barbara e eu estávamos conversando na cama e eu lhe perguntei:

- Barbara, obviamente você viu o desenho da Sarah pendurado na parede da sala de jantar.

Por que você não disse nada?

- Porque eu sei o quanto feriu você.

Palavras de uma sábia mulher. Àquele ponto, eu fiz a pergunta mais difícil de minha vida.

- Barbara... Eu quero voltar pra casa. Posso?

Vinte segundos de silêncio se seguiram. Parecia que eu prendia meu fôlego por mais de uma hora.

- Gary, - Barbara disse cuidadosamente

- as meninas e eu te amamos muito. Nós o queremos em casa. Mas você não esteve aqui. Eu me senti como mãe e pai durante muito tempo.

As palavras impressas parecem frias, mas ela as disse com carinho e ternura. Era apenas a verdade clara, sem disfarce. Minha pequena menina tinha desenhado o quadro,e agora a mãe dela dizia as palavras. Minha vida tinha sido descontrolada, minha família estava em piloto automático, e eu tinha uma longa estrada pela frente se quisesse as conquistar novamente.

Mas eu tinha conseguir. Agora que a névoa tinha se dissipado, se tornou o objetivo mais importante de minha vida.

Tradução de SergioBarros do texto de Gary Rosbe

Fonte: Lagoinha.com (Portal da Igreja Batista da Lagoinha)

sábado, 31 de julho de 2010

Devocional - “Deus Me Ama e Me Valoriza!”

“… conhecemos… o amor que Deus tem por nós…” – 1 João 4:16 NKJV

Um negociante de pedras preciosas estava perambulando pelo Show de Pedras Preciosas e Minérios de Tucson quando notou uma pedra azul-violeta do tamanho de uma batata. Surpreso, ele disse ao vendedor: “Você quer quinze dólares por isto?” O vendedor, achando que a pedra não era tão bonita quanto as outras que estavam na caixa, vendeu-a para aquele homem por dez dólares. Mais tarde aquela pedra feia foi identificada como uma safira estrela natural de 1.905 quilates, avaliada em 2.8 milhões de dólares. Foi preciso que um amante de pedras preciosas reconhecesse o valor dela. E foi preciso que o amante das almas reconhecesse o seu valor. Você percebe o quanto Deus o ama? Se não percebe, olhe para a cruz. Talvez você esteja decepcionado porque pediu alguma coisa a Deus e Ele não fez o que você achou que Ele deveria ter feito. Antes de se sentir mal-amado, pare um pouco e olhe para trás. Ele não o abençoou e o manteve firme nos momentos de dificuldade? Foi uma longa estrada, mas Ele ainda está sustentando você, certo? Não aja como se o seu Pai celestial não o amasse porque Ele nem sempre satisfaz a sua vontade. A nossa sociedade perdeu tanto tempo criticando as diferenças que não consegue ver Deus na diversidade. O fato de você ser diferente não significa que é inferior a ninguém – você é apenas diferente! Se Deus não tivesse feito você assim desse jeito, você não teria sido capaz de perseverar como perseverou. Fomos equipados de forma exclusiva para ser uma bênção para os que nos cercam. Lembrem-se, as pessoas são abençoadas porque você é sincero e se coloca a disposição delas – e não porque você é perfeito. Portanto, da próxima vez que se sentir desvalorizado, pare e lembre-se: “Deus me ama e me valoriza!”

Porção diária: Porção Diária: Leia Dt 14-17, Lc 10:25-37, Sl 78:32-39, Pv 16:31

Fonte: Palavra para Hoje!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 4ª parte

Pelas mães que perdem seus filhos pra a violência, para as drogas, que tem suas crianças nas mãos de pedófilos. Pelos casamentos destruídos pelo adultério, pela incompreensão, pela falta de amor.
Por aqueles que se dizem igreja, filhos de Deus e se eximem de sua responsabilidade.
Por aqueles que poderiam estender a mão, mas a encolhe. Por aqueles que poderiam dar, mas tiram. Daquele que poderia libertar, mas escraviza.

De bondade
Em estender a mão para ajudar, em fazer coisa para que outros sejam abençoados. Em ajudar o necessitado, dar pão ao faminto, em levar a Palavra aos perdidos. Em usar suas palavras para abençoar, ter o pensamento para coisas que edificam


De humildade
Em saber que não se precisa se ter muito, nem ser alguém importante, nem se quer se reconhecido pelas pessoas. Mas saber sua posição, saber quem é. Não é preciso ser um “grande homem” de Deus, nem ser bem sucedido ou ter um ministério bem sucedido, mas saber que fez o máximo e o que fez é a vontade de Deus.
Deus não está procurando homens bem sucedidos, mas servos fiéis
Portanto não importa a grande coisa que você esta fazendo, mas saiba se você esta fazendo o que Deus esta mandando isto já é uma grande coisa


De mansidão
Nunca perder o controle, em poder entender as debilidades dos fracos


De paciência
Saber esperar, saber confiar. Não importa a as circunstancias



Conclusão
Que sejamos este povo santo e amado, revestido do novo homem pelo conhecimento de Cristo par transformar a sociedade e as pessoas ao nosso redor. Que o Espírito Santo do Senhor nos encha com toda a plenitude de Cristo nosso Senhor. Amém

Cristo é tudo, em todos - 3ª parte

Portanto não é uma questão de fazer ou não fazer, mas é uma questão de SER nova criatura. Eu não vivo no pecado, nem segundo os rudimentos deste mundo porque eu não pertenço a este mundo. Eu não SOU deste mundo, embora esteja no mundo e sujeito a quedas.
Porém eu confio na graça de Deus e se eventualmente eu pecar eu posso confiar que Jesus intercede por mim “Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. 1 Jo 2.1”. Posso confiar em sua misericórdia “se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda injustiça” 1 Jo 1.9.
Portanto já não sou devedor a carne, mas ao Espírito que me libertou. “porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte” Rm 8.2 ,
Eu tenho vida em Cristo, tenho meus pecados perdoados, eu sou livre. A cruz de Cristo me diz isso “Quando vocês estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz, e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz. Colossenses 2.
Agora, não é porque Deus fez todas estas coisas que eu vou cair no pecado, e nem viver segundo a vontade da minha carne. Também não é porque Cristo morreu por todos os meus pecados, presente passado e futuro que eu vou viver na transgressão. Não, não. Pelo contrário, é justamente porque eu sou livre e tenho esta consciência, eu não preciso fazer estas coisas.
Eu não preciso saindo por aí freneticamente buscando fazer coisas para alcançar algo, para conquistar pelos meus méritos, ou para ser alguém. Eu não vou fazer boas obras e ter boas ações para que Deus me abençoe. Mas eu faço boas obras porque eu sei quem sou; e sei que tipo de pessoa que eu quero ser.
Agora já não cumpro a Palavra por obrigação, mas a lei de Cristo impressa em meu coração me impede de ter uma religião aparente, meu coração de pedra foi tirado e me dado um coração de carne com as leis do Senhor escrita nele. “19 Darei a eles um coração não dividido e porei um novo espírito dentro deles; retirarei deles o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. 20 Então agirão segundo os meus decretos e serão cuidadosos em obedecer às minhas leis. Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.” Ezequiel 11.
Eu posso obedecer por amor e viver um relacionamento com Deus não baseado em troca, mas no amor. E sei que a minha vida esta escondida em Cristo, por isso a minha velha natureza deve morrer: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria. Eu posso abandonar estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar. Estou despido do velho homem e suas práticas. Col 3.5-9
Se revestiram do novo homem, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador. Col 3.10
De profunda compaixão
Pelo mundo pecador, pela sociedade pecadora, por irmãos que ainda não aprenderam a viver acima da mediocridade. Por aqueles que sofrem em suas enfermidades, em suas decepções, em suas tragédias pessoais e familiares, em suas perdas. Compaixão pelos desesperançados, lançados no submundo da sociedade, por aqueles que vivem na ignorância de seus pensamentos.

Iluminando Batista faz farte da UBE


Foi aceita no dia 25 de julho a integração do blog Iluminando Batista, da Igreja Batista Luz para as Nações, à nião dos Blogueiros Evangélicos. A UBE é uma comunidade virtual sem ligação com placas de igrejas ou ideologias denominacionais.
As pessoas que compõem a UBE são cristãs comprometidas em levar Palavra de Deus para o mundo através da internet usando um poderoso veículo: o blog.
Assim como estamos trabalhando com o blog do Iluminando Batista, com Orkut, Twitter e Live Journal, esses irmãos evangelizam através de artigos e textos bíblicos de pastores no Brasil e no mundo.
Atualmente o propósito é unir 7000 mil blogs para alcançar vidas em todos os cantos, por fazermos parte da União agora temos o mesmo propósito. Esse é o motivo de você ver ao lado o selo deste projeto. Se você desejar afiliar um blog cristão à UBE acesse http://www.ubeblog.com/. É preciso que você aceite as normas de participação e leia o manual de instrução.

Um novo tempo para o povo de Deus.

(Iluminando)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 2ª parte

Eu conheço cristãos sinceros e honestos que passam por provações e privações, eles oram, jejum, dizimam. Porque passam por estes momentos eu vou dizer que eles não têm fé, que é a igreja que eles freqüentam que não tem poder ou que seu pastor não tem unção. Eu também conheço muitos que não são cristãos, que não oram, nem jejuam, e são bem sucedidos, possuem bens saúde e tantas outras coisas. Poderíamos perguntar onde está a justiça de Deus?
Porque o fim da Lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê. Romanos 10.4. A lei dizia faça isso, não faça a quilo, porém a justiça não está baseada na ação humana, a justiça divina está baseada em Cristo, porque não é aquilo que experimentamos com nossos sentidos que é real para nós que cremos, mas aquilo que é baseado na fé, naquilo que cremos “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos 2 Co 5.7”. Eu posso conviver com um cristão que aos olhos humanos não seja tão abençoado embora seja fiel, e também com alguém que não seja fiel a Deus e mesmo assim seja abençoado.
Eu creio que Deus me chamou para que eu seja luz e sal, e através de minhas obras ele seja glorificado, e quando mais eu manifesto o bom perfume de Cristo, mais Deus me abençoa para que eu continue a exalar o perfume, porem se em algum momento Deus não “me abençoar” entenda-se fazer o que eu desejo, isso não significa desaprovação de Deus, mas que de alguma forma as circunstancias estão moldando minha vida, e pela Palavra não estou desamparado por Deus.
Deus nunca me dará o que eu mereço, porque se fizesse isso eu estaria perdido. Glória a Deus por isso, que me dá aquilo que ele entende que eu preciso, e assim eu posso descansar a minha vida em suas mãos, confiante na justiça e misericórdia do Pai. Sabedor de que “eu posso todas as coisas naquele que me fortalece Fp 4.13”, e que nada pode me separa de seu amor “Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 8.38-39”.
Assim eu posso passar por essa vida confiando em um Deus que me ama e me quer bem. Pois minha vida está escondida em Cristo Jesus seu filho, e porque estou em Cristo sou habitado pelo Espírito Santo, isto me faz santo. Eu não posso viver com menos do que isso, ora se Deus me colocou em Cristo Jesus nas regiões celestiais, muito acima de principados e poderes, (é isso que Paulo escreve aos efésios), porque eu haveria de descer deste lugar para me contaminar com aquilo que não agrada a Deus?
Algum espiritual me diria: mas você tem que buscar a santificação? Eu pergunto: o que é a santificação? E ele responderia: é se separar para Deus; é viver uma vida santa.
E eu diria; mas não é Deus que nos santifica e que nos separa para ele? Santificação não é uma ação do Espírito na vida do cristão? Santidade não seria “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. Gl 2.20”, logo para cristão “o viver é Cristo e o morrer é lucro. Fp 1.21”, santificação viver a plenitude do Espírito Santo.
Se eu vivo na plenitude do Espírito Santo, se eu sou dirigido pelo Espírito Santo, já não tenho o que santificar, meus atos são santos, minha vida é santa. Diante de Deus sou justificado dos meus erros e sou santificado pela fé em Cristo Jesus, é ele quem me apresenta a Deus como santo, inculpável e irrepreensível.

domingo, 25 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 1ª parte

Colossenses 3

12 Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
O cristianismo tem se tornado muito mais um sistema religioso, uma estrutura de formas exteriores de um suposto relacionamento com Deus, do que uma filosofia de vida. O cristianismo de hoje tem muito mais a ver com os padrões humanos e sustentação de um sistema de comercio da fé, do que uma vida transformada a imagem do filho de Deus.
Jesus não instituiu o cristianismo, pelo contrário toda a estrutura da religião existente em seus dias foi confrontada por suas palavras e por seus ensinos. Jesus não foi contrario aos ensinos de Deus, nem contra a Lei de Moisés, mas Ele foi contra a dogmatização dos preceitos divinos como forma de subjugar e escravizar pessoas. Ele foi contra o uso da religião como forma de tirar proveito pessoal, como uma forma de alcançar status.
Jesus condenou toda forma de religião aparente e sem sentido, condenou a religião opressora como faziam os fariseus que impunham suas doutrinas (diga-se baseada na Lei), mas eles mesmos não cumpriam. Infelizmente vivemos dias em que o cristianismo fala mais alto do que o próprio Cristo; introduzimos o cristianismo na igreja, criamos doutrinas humanas e as autenticamos com o selo do ‘espírito humano’, até mesmo expulsando os que são contrários; e os que não praticam esses preceitos.
O que quero dizer? Eu digo que temos muito cristianismo, muita religião, e poucos cristãos. Sabe cristãos, aquelas pessoas que são seguidores de Cristo, aqueles que são capazes de negarem a si mesmo, de venderem seus “bens” dar aos pobres e seguir a Cristo. Temos muito mais mensagens em nosso peito, gravado em camisetas: “Jesus te ama”, do que gravado em nosso coração, que seja capaz de agir em prol do necessitado, capaz de se compadecer com o miserável. Carregamos muito mais Jesus no peito do que no coração.
Temos muito mais um sistema de direitos e deveres, onde eu tenho o dever de cumprir a minha parte (oração, jejum, dizimo, etc.), e tenho direito de cobrar de Deus a sua parte no negócio. Eu agora posso determinar porque eu sou “filho” e tenho os meus direitos.
Nós nos esquecemos que ser cristão é fazer parte de um povo que foi transformado pelo poder do Espírito Santo, perdoado de seus pecados, que segue a Jesus e seus ensinos, e estão comprometidos com sua obra. Não por imposição nem por interesse, mas porque o conhece e o ama, e que sabe que o relacionamento com o Pai é através do amor “Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai. Jr 31.4”, “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna Jo 3.16”, “Deus é amor 1 Jo 4.8”. (recentemente ouvi de uma pessoa que seu relacionamento com Deus era baseado na troca, tinha uma vida de santidade em troca da vida eterna, e ainda ouvi que Deus deu Jesus por interesse, para que tivesse muitos filhos e que Deus é o maior interesseiro).
Perdoem-me, mas eu não consigo conceber um evangelho baseado na troca, em que eu alcanço as bênçãos pelos meus próprios méritos e por aquilo que eu faço. Essas coisas faziam parte da velha aliança, assim era a Lei, mas não é assim na nova aliança. Porque se eu entender que tudo o que eu sou abençoado pelos meus bons atos e porque sou “bom”, eu não tenho como explicar porque um estuprador ou assassino pode ser abençoado com saúde e viver muitos anos, e um pai de família, honesto e cumpridor de seus deveres seja acometido por um câncer terminal.

Pr. Roberto Perini em 25/07/2010