Seja bem vindo!

É motivo de grande alegria tê-lo visitando este blog. Que Deus te abençoe muito e que nosso trabalho seja edificante para a sua vida. (IBLPN)

sábado, 31 de julho de 2010

Devocional - “Deus Me Ama e Me Valoriza!”

“… conhecemos… o amor que Deus tem por nós…” – 1 João 4:16 NKJV

Um negociante de pedras preciosas estava perambulando pelo Show de Pedras Preciosas e Minérios de Tucson quando notou uma pedra azul-violeta do tamanho de uma batata. Surpreso, ele disse ao vendedor: “Você quer quinze dólares por isto?” O vendedor, achando que a pedra não era tão bonita quanto as outras que estavam na caixa, vendeu-a para aquele homem por dez dólares. Mais tarde aquela pedra feia foi identificada como uma safira estrela natural de 1.905 quilates, avaliada em 2.8 milhões de dólares. Foi preciso que um amante de pedras preciosas reconhecesse o valor dela. E foi preciso que o amante das almas reconhecesse o seu valor. Você percebe o quanto Deus o ama? Se não percebe, olhe para a cruz. Talvez você esteja decepcionado porque pediu alguma coisa a Deus e Ele não fez o que você achou que Ele deveria ter feito. Antes de se sentir mal-amado, pare um pouco e olhe para trás. Ele não o abençoou e o manteve firme nos momentos de dificuldade? Foi uma longa estrada, mas Ele ainda está sustentando você, certo? Não aja como se o seu Pai celestial não o amasse porque Ele nem sempre satisfaz a sua vontade. A nossa sociedade perdeu tanto tempo criticando as diferenças que não consegue ver Deus na diversidade. O fato de você ser diferente não significa que é inferior a ninguém – você é apenas diferente! Se Deus não tivesse feito você assim desse jeito, você não teria sido capaz de perseverar como perseverou. Fomos equipados de forma exclusiva para ser uma bênção para os que nos cercam. Lembrem-se, as pessoas são abençoadas porque você é sincero e se coloca a disposição delas – e não porque você é perfeito. Portanto, da próxima vez que se sentir desvalorizado, pare e lembre-se: “Deus me ama e me valoriza!”

Porção diária: Porção Diária: Leia Dt 14-17, Lc 10:25-37, Sl 78:32-39, Pv 16:31

Fonte: Palavra para Hoje!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 4ª parte

Pelas mães que perdem seus filhos pra a violência, para as drogas, que tem suas crianças nas mãos de pedófilos. Pelos casamentos destruídos pelo adultério, pela incompreensão, pela falta de amor.
Por aqueles que se dizem igreja, filhos de Deus e se eximem de sua responsabilidade.
Por aqueles que poderiam estender a mão, mas a encolhe. Por aqueles que poderiam dar, mas tiram. Daquele que poderia libertar, mas escraviza.

De bondade
Em estender a mão para ajudar, em fazer coisa para que outros sejam abençoados. Em ajudar o necessitado, dar pão ao faminto, em levar a Palavra aos perdidos. Em usar suas palavras para abençoar, ter o pensamento para coisas que edificam


De humildade
Em saber que não se precisa se ter muito, nem ser alguém importante, nem se quer se reconhecido pelas pessoas. Mas saber sua posição, saber quem é. Não é preciso ser um “grande homem” de Deus, nem ser bem sucedido ou ter um ministério bem sucedido, mas saber que fez o máximo e o que fez é a vontade de Deus.
Deus não está procurando homens bem sucedidos, mas servos fiéis
Portanto não importa a grande coisa que você esta fazendo, mas saiba se você esta fazendo o que Deus esta mandando isto já é uma grande coisa


De mansidão
Nunca perder o controle, em poder entender as debilidades dos fracos


De paciência
Saber esperar, saber confiar. Não importa a as circunstancias



Conclusão
Que sejamos este povo santo e amado, revestido do novo homem pelo conhecimento de Cristo par transformar a sociedade e as pessoas ao nosso redor. Que o Espírito Santo do Senhor nos encha com toda a plenitude de Cristo nosso Senhor. Amém

Cristo é tudo, em todos - 3ª parte

Portanto não é uma questão de fazer ou não fazer, mas é uma questão de SER nova criatura. Eu não vivo no pecado, nem segundo os rudimentos deste mundo porque eu não pertenço a este mundo. Eu não SOU deste mundo, embora esteja no mundo e sujeito a quedas.
Porém eu confio na graça de Deus e se eventualmente eu pecar eu posso confiar que Jesus intercede por mim “Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. 1 Jo 2.1”. Posso confiar em sua misericórdia “se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda injustiça” 1 Jo 1.9.
Portanto já não sou devedor a carne, mas ao Espírito que me libertou. “porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte” Rm 8.2 ,
Eu tenho vida em Cristo, tenho meus pecados perdoados, eu sou livre. A cruz de Cristo me diz isso “Quando vocês estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz, e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz. Colossenses 2.
Agora, não é porque Deus fez todas estas coisas que eu vou cair no pecado, e nem viver segundo a vontade da minha carne. Também não é porque Cristo morreu por todos os meus pecados, presente passado e futuro que eu vou viver na transgressão. Não, não. Pelo contrário, é justamente porque eu sou livre e tenho esta consciência, eu não preciso fazer estas coisas.
Eu não preciso saindo por aí freneticamente buscando fazer coisas para alcançar algo, para conquistar pelos meus méritos, ou para ser alguém. Eu não vou fazer boas obras e ter boas ações para que Deus me abençoe. Mas eu faço boas obras porque eu sei quem sou; e sei que tipo de pessoa que eu quero ser.
Agora já não cumpro a Palavra por obrigação, mas a lei de Cristo impressa em meu coração me impede de ter uma religião aparente, meu coração de pedra foi tirado e me dado um coração de carne com as leis do Senhor escrita nele. “19 Darei a eles um coração não dividido e porei um novo espírito dentro deles; retirarei deles o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. 20 Então agirão segundo os meus decretos e serão cuidadosos em obedecer às minhas leis. Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.” Ezequiel 11.
Eu posso obedecer por amor e viver um relacionamento com Deus não baseado em troca, mas no amor. E sei que a minha vida esta escondida em Cristo, por isso a minha velha natureza deve morrer: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria. Eu posso abandonar estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar. Estou despido do velho homem e suas práticas. Col 3.5-9
Se revestiram do novo homem, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador. Col 3.10
De profunda compaixão
Pelo mundo pecador, pela sociedade pecadora, por irmãos que ainda não aprenderam a viver acima da mediocridade. Por aqueles que sofrem em suas enfermidades, em suas decepções, em suas tragédias pessoais e familiares, em suas perdas. Compaixão pelos desesperançados, lançados no submundo da sociedade, por aqueles que vivem na ignorância de seus pensamentos.

Iluminando Batista faz farte da UBE


Foi aceita no dia 25 de julho a integração do blog Iluminando Batista, da Igreja Batista Luz para as Nações, à nião dos Blogueiros Evangélicos. A UBE é uma comunidade virtual sem ligação com placas de igrejas ou ideologias denominacionais.
As pessoas que compõem a UBE são cristãs comprometidas em levar Palavra de Deus para o mundo através da internet usando um poderoso veículo: o blog.
Assim como estamos trabalhando com o blog do Iluminando Batista, com Orkut, Twitter e Live Journal, esses irmãos evangelizam através de artigos e textos bíblicos de pastores no Brasil e no mundo.
Atualmente o propósito é unir 7000 mil blogs para alcançar vidas em todos os cantos, por fazermos parte da União agora temos o mesmo propósito. Esse é o motivo de você ver ao lado o selo deste projeto. Se você desejar afiliar um blog cristão à UBE acesse http://www.ubeblog.com/. É preciso que você aceite as normas de participação e leia o manual de instrução.

Um novo tempo para o povo de Deus.

(Iluminando)

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 2ª parte

Eu conheço cristãos sinceros e honestos que passam por provações e privações, eles oram, jejum, dizimam. Porque passam por estes momentos eu vou dizer que eles não têm fé, que é a igreja que eles freqüentam que não tem poder ou que seu pastor não tem unção. Eu também conheço muitos que não são cristãos, que não oram, nem jejuam, e são bem sucedidos, possuem bens saúde e tantas outras coisas. Poderíamos perguntar onde está a justiça de Deus?
Porque o fim da Lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê. Romanos 10.4. A lei dizia faça isso, não faça a quilo, porém a justiça não está baseada na ação humana, a justiça divina está baseada em Cristo, porque não é aquilo que experimentamos com nossos sentidos que é real para nós que cremos, mas aquilo que é baseado na fé, naquilo que cremos “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos 2 Co 5.7”. Eu posso conviver com um cristão que aos olhos humanos não seja tão abençoado embora seja fiel, e também com alguém que não seja fiel a Deus e mesmo assim seja abençoado.
Eu creio que Deus me chamou para que eu seja luz e sal, e através de minhas obras ele seja glorificado, e quando mais eu manifesto o bom perfume de Cristo, mais Deus me abençoa para que eu continue a exalar o perfume, porem se em algum momento Deus não “me abençoar” entenda-se fazer o que eu desejo, isso não significa desaprovação de Deus, mas que de alguma forma as circunstancias estão moldando minha vida, e pela Palavra não estou desamparado por Deus.
Deus nunca me dará o que eu mereço, porque se fizesse isso eu estaria perdido. Glória a Deus por isso, que me dá aquilo que ele entende que eu preciso, e assim eu posso descansar a minha vida em suas mãos, confiante na justiça e misericórdia do Pai. Sabedor de que “eu posso todas as coisas naquele que me fortalece Fp 4.13”, e que nada pode me separa de seu amor “Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 8.38-39”.
Assim eu posso passar por essa vida confiando em um Deus que me ama e me quer bem. Pois minha vida está escondida em Cristo Jesus seu filho, e porque estou em Cristo sou habitado pelo Espírito Santo, isto me faz santo. Eu não posso viver com menos do que isso, ora se Deus me colocou em Cristo Jesus nas regiões celestiais, muito acima de principados e poderes, (é isso que Paulo escreve aos efésios), porque eu haveria de descer deste lugar para me contaminar com aquilo que não agrada a Deus?
Algum espiritual me diria: mas você tem que buscar a santificação? Eu pergunto: o que é a santificação? E ele responderia: é se separar para Deus; é viver uma vida santa.
E eu diria; mas não é Deus que nos santifica e que nos separa para ele? Santificação não é uma ação do Espírito na vida do cristão? Santidade não seria “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. Gl 2.20”, logo para cristão “o viver é Cristo e o morrer é lucro. Fp 1.21”, santificação viver a plenitude do Espírito Santo.
Se eu vivo na plenitude do Espírito Santo, se eu sou dirigido pelo Espírito Santo, já não tenho o que santificar, meus atos são santos, minha vida é santa. Diante de Deus sou justificado dos meus erros e sou santificado pela fé em Cristo Jesus, é ele quem me apresenta a Deus como santo, inculpável e irrepreensível.

domingo, 25 de julho de 2010

Cristo é tudo, em todos - 1ª parte

Colossenses 3

12 Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
O cristianismo tem se tornado muito mais um sistema religioso, uma estrutura de formas exteriores de um suposto relacionamento com Deus, do que uma filosofia de vida. O cristianismo de hoje tem muito mais a ver com os padrões humanos e sustentação de um sistema de comercio da fé, do que uma vida transformada a imagem do filho de Deus.
Jesus não instituiu o cristianismo, pelo contrário toda a estrutura da religião existente em seus dias foi confrontada por suas palavras e por seus ensinos. Jesus não foi contrario aos ensinos de Deus, nem contra a Lei de Moisés, mas Ele foi contra a dogmatização dos preceitos divinos como forma de subjugar e escravizar pessoas. Ele foi contra o uso da religião como forma de tirar proveito pessoal, como uma forma de alcançar status.
Jesus condenou toda forma de religião aparente e sem sentido, condenou a religião opressora como faziam os fariseus que impunham suas doutrinas (diga-se baseada na Lei), mas eles mesmos não cumpriam. Infelizmente vivemos dias em que o cristianismo fala mais alto do que o próprio Cristo; introduzimos o cristianismo na igreja, criamos doutrinas humanas e as autenticamos com o selo do ‘espírito humano’, até mesmo expulsando os que são contrários; e os que não praticam esses preceitos.
O que quero dizer? Eu digo que temos muito cristianismo, muita religião, e poucos cristãos. Sabe cristãos, aquelas pessoas que são seguidores de Cristo, aqueles que são capazes de negarem a si mesmo, de venderem seus “bens” dar aos pobres e seguir a Cristo. Temos muito mais mensagens em nosso peito, gravado em camisetas: “Jesus te ama”, do que gravado em nosso coração, que seja capaz de agir em prol do necessitado, capaz de se compadecer com o miserável. Carregamos muito mais Jesus no peito do que no coração.
Temos muito mais um sistema de direitos e deveres, onde eu tenho o dever de cumprir a minha parte (oração, jejum, dizimo, etc.), e tenho direito de cobrar de Deus a sua parte no negócio. Eu agora posso determinar porque eu sou “filho” e tenho os meus direitos.
Nós nos esquecemos que ser cristão é fazer parte de um povo que foi transformado pelo poder do Espírito Santo, perdoado de seus pecados, que segue a Jesus e seus ensinos, e estão comprometidos com sua obra. Não por imposição nem por interesse, mas porque o conhece e o ama, e que sabe que o relacionamento com o Pai é através do amor “Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai. Jr 31.4”, “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna Jo 3.16”, “Deus é amor 1 Jo 4.8”. (recentemente ouvi de uma pessoa que seu relacionamento com Deus era baseado na troca, tinha uma vida de santidade em troca da vida eterna, e ainda ouvi que Deus deu Jesus por interesse, para que tivesse muitos filhos e que Deus é o maior interesseiro).
Perdoem-me, mas eu não consigo conceber um evangelho baseado na troca, em que eu alcanço as bênçãos pelos meus próprios méritos e por aquilo que eu faço. Essas coisas faziam parte da velha aliança, assim era a Lei, mas não é assim na nova aliança. Porque se eu entender que tudo o que eu sou abençoado pelos meus bons atos e porque sou “bom”, eu não tenho como explicar porque um estuprador ou assassino pode ser abençoado com saúde e viver muitos anos, e um pai de família, honesto e cumpridor de seus deveres seja acometido por um câncer terminal.

Pr. Roberto Perini em 25/07/2010

Batista Luz para as Nações nas redes sociais


Além de nosso perfil no Twitter, o @iblpn, a Igreja volta ao Orkut e chega ao LiveJournal. O perfil e a comunidade agora são geridos pelos irmãos do ministério Iluminando (os mesmos deste blog). A comunicação de nossa igreja não para por aí. Em breve o blog terá mais novidades, são artigos de líderes de ministérios, textos para jovens, espaço para troca de informações e debates. Nosso espaço na internet com mais de Deus para você.
A internet é um veículo que permite muito relacionamento, graças ao trabalho que está nascendo em nossa igreja com comunicação será possível buscar parceria que ultrapassam as portas de nosso templo.
Se você souber de algum blog, site ou portal que se interesse por uma parceria que envolva troca de materiais e experiências espirituais, nos indique: sejailuminando@gmail.com

Aguardem...



Entraremos em 40 dias de Jejum e Oração!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Devocional: O troféu definitivo

“Enoque… havia recebido o testemunho de que havia agradado a Deus.” – Hebreus 11:5 NKJV

No filme “Jamaica Abaixo de Zero”, o time jamaicano de corrida em trenó está tão desesperado para ganhar uma medalha olímpica que acaba se convencendo de que consegui-la é a única coisa que importa. Todo o aprendizado, a alegria e o crescimento a que eles se dedicaram são esquecidos diante de uma peça de metal presa a uma fita. Seu treinador é um homem de 180 quilos. Ele havia ganhado uma medalha olímpica na corrida em trenó 20 anos antes e desde então nunca mais havia conquistado outro premio. Aquele treinador costumava dizer a eles: “se vocês não forem bons o bastante sem a medalha de ouro, não serão bons o bastante com ela”. Jesus falava muito sobre recompensas. Mas a busca por recompensas pode nos machucar quando corremos atrás delas com a motivação errada. Um troféu não é a realização em si – ele não é o aprendizado que ganhamos, os músculos que treinamos, ou a coragem que desenvolvemos. É apenas um símbolo de realização. É a confirmação externa do nosso valor. Na melhor das hipóteses, os troféus em nossa estante são pequenos lembretes, algo para fazer com que sejamos gratos pelo passado e para nos manter motivados com relação ao futuro. Na pior das hipóteses, a estante de troféus se torna um santuário, uma ferramenta para apoiar uma falsa imagem de nós mesmos. Os troféus nos dão um prazer momentâneo que pode viciar, mas esse prazer sempre se esgota. No livro de Apocalipse vemos 24 líderes que “lançam as suas coroas diante do trono e dizem: ‘Tu, Senhor e Deus nosso, és digno de receber... ’” (Ap 4:10-11 NVI). Quando você dá toda a glória a Deus, as suas realizações trazem alegria, mas quando você dá o crédito a si mesmo, o brilho dos troféus fica apagado, e eles se tornam um fardo. Veja Enoque: o seu troféu definitivo foi “que havia agradado a Deus”.

Porção diária: Porção Diária: Leia At 24-26, Lc 9:18-27, Sl 1, Pv 16:10-15

Fonte: Devocional Palavra para Hoje (PPH)

Vídeo da noite: "Ainda que a Figueira - Fernandinho"

video

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Devocional - Mas, papai, o senhor prometeu!

Era tarde da noite, e meus filhos pequenos, Peter e Paul, já estavam na cama havia, pelo menos, uma hora. Minha esposa e eu tínhamos acabado de chegar de nosso grupo de estudo bíblico. Entrei em silêncio no quarto dos meninos para desejar boa noite.
- Papai, eu posso tomar um pouco de sorvete?
- Não, Peter, já é muito tarde. Está mais do que na hora de dormir.
- Mas, papai, o senhor prometeu!
Ele tinha razão, Peter havia pedido sorvete mais cedo, mas não tínhamos em casa. Eu havia prometido: "Mais tarde eu trago sorvete para você".
Chegou a hora do jantar. Depois, limpamos a cozinha e os meninos pegaram seus brinquedos. A pessoa que cuidaria dos meus filhos chegou. Eu e minha esposa saímos para o estudo. E eu me esqueci totalmente do sorvete.
Mas Peter não tinha esquecido. Por isso, embora já passasse das dez da noite, eu entrei no carro, fui até uma loja de conveniência, comprei um pote de sorvete e voltei correndo para casa.
Naquela noite, Peter e eu saboreamos juntos um sorvete de baunilha e chocolate. Afinal de contas, eu tinha uma promessa a cumprir.

Mark Moring, editor

Bíblia do Homem - Geográfica Editora 2009 - página 261 (com modificações)

Entenda os 40 dias de Jejum

Igreja, de 08 de agosto até 17 de setembro estaremos em espírito de jejum e oração com um grande propósito: a família. A base da sociedade sofre com as investidas do maligno, vemos famílias destruídas, casamentos acabados, filhos rebeldes, além de traições e violência.
Deus tem um plano para a sua família, planos próprios, íntimos, bem direcionados para a sua família.
Afinal, cada um tem seu propósito no Reino do Senhor.
Em 2010 já são 993 igrejas cadastradas para integrar a campanha, mais de 219.873 pessoas orando e jejuando para um único objetivo, a restauração da família brasileira.
Quer fazer parte? Saiba como http://www.jejum40dias.com.br/2010/

(Iluminando)

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Um amor à prova de fogo

Após inúmeras separações e uma em definitivo, judicialmente, Luci Rodrigues relata em gratidão como Deus restaurara seu casamento.

Eles se conheceram em 1981. O amigo do seu hoje esposo foi quem a apresentou a ele. Ele já era cristão convicto e membro ativo na igreja onde congregava. Ela, porém, não havia passado pela experiência de um novo nascimento em Cristo. Até que após o fim de um relacionamento, muito chateada, pra baixo, foi convidada pelo amigo em comum para ir à igreja. Foi quando ela se converteu. Tinha 20 anos. Nasceria daí mais que uma bela e saudável amizade, mas um amor que passaria por duras provas até e após o casamento, que mais tarde seria restaurado após seis separações com ambos fora de casa. A separação formal, em definitivo, no papel, foi só também questão de tempo. E foi também durante esse tempo, após muitas idas e vindas e ambos, que Deus interviria. Aliás, em tudo houve uma razão de ser, pois Ele mesmo permitira que ambos passassem pelo que passaram para serem forjados em seu mútuo e eterno amor. Hoje curada e restaurada (assim como ele), Luci Rodrigues Gonçalves Dias, casada com Ruy Gonçalves Dias há 24 anos, fala de toda sua trajetória, de quando o conheceu até a restauração final de seu casamento. Mais que um simples relato, seu testemunho é a prova de que o amor tudo crê, tudo espera, tudo suporta, como diria o apóstolo Paulo em sua carta magna acerca do amor, em 1 Coríntios 13. Eis então o relato de Luci Rodrigues.

“Começamos a namorar em 1982. Quando nos conhecemos, eu tinha 21 anos. Nos casamos em 1985. Eu tinha 24 anos e ele, 25. Nós vivemos muito bem os cinco primeiros anos de casamento. Estávamos montando a casa. Foi quando os meninos nasceram. A Érika, em 1987, e o Rúben, em 1989, um ano e meio depois. Nos primeiros cinco anos de casamento, eu estava muito firme no Senhor e nos casamos com o firme propósito de sermos fiéis e obedientes a Ele, servindo-o, com nossa família, em integridade. Isso é o que nós queríamos. Mas o diabo tinha planos contra nós a partir de uma situação mal resolvida minha com um antigo namorado, pois me encontrava insatisfeita [...] E minha insatisfação vinha muito de eu ficar comparando os dois, o Ruy e esse rapaz, a ponto de eu ficar com saudades ‘do Egito’, do homem que era ‘interessante’ e tudo mais. Eu sentia às vezes saudades e me lembrava. Por causa disso, não havia aquele brilho em nosso casamento. Aí que eu vejo a atuação do inimigo. Por conta disso, passamos, eu e o Ruy, por muitas crises no casamento [...]

“A primeira vez que eu propus que nós – eu e o Ruy – nos separássemos, foi numa crise dessas em que eu me encontrava insatisfeita. Eu propus a separação, mas não com esse objetivo de ficar com esse antigo namorado. Eu falei que estava infeliz. Eu queria que nosso relacionamento tivesse mais intensidade. Começamos a ter muitos altos e baixos também na nossa vida espiritual. A gente foi esfriando. E quando você se afasta do Senhor, você abre brechas e o inimigo lhe rouba não só a família, mas também a paz, a auto-estima, a profissão [...] Tudo... A última separação foi em 2007, mas só nos divorciamos em fevereiro de 2008 [...]”

O caminho rumo à restauração

“Nós já estávamos a um ano separados. Eu passei por um deserto terrível. Eu comecei a entrar em um processo depressivo. Comecei a ficar mal demais, inclusive no trabalho. Perdi os empregos que tinha. Fiquei dois anos desempregada... Até que o Senhor me alcançou com sua graça e seu eterno amor e me abençoou de uma forma maravilhosa apesar de tudo que vivi e fiz. O Senhor foi restaurando também o meu relacionamento com Ele. Comecei a ir à igreja com mais frequência e a frequentar a célula. Passei a ter um acompanhamento mais de perto. Foi quando, alguns anos mais tarde, após já termos passado pelos cursos ‘Casados Para Sempre’ e ‘Veredas Antigas’, me foi sugerido que eu fizesse o Moriá, um encontro de cura interior e restauração emocional e espiritual do Ministério Restaurando Vidas da Lagoinha, liderado pela pastora Ezenete Rodrigues. Tudo foi revelado. Ficou muito claro o que acontecia. Exatamente no dia 2 de novembro de 2008 vim embora, totalmente renovada. Depois que voltei de lá, reuni todos da família no quarto e pedi perdão para eles. Todos eles disseram que não havia o que perdoar. Isso foi possível porque Deus sempre nos preservou com o perdão espontâneo, já que houve o amor genuíno. Comecei a servir ao Senhor com alegria. Ele restaurou o meu trabalho. O Senhor também falou claramente no meu coração quando estive em Moriá: ‘Eu vou restaurar o casamento de vocês, mas vocês terão que voltar ao início. Vão ter a fase do namoro em santidade, e vocês só vão voltar a se relacionar como marido e mulher após o casamento. É preciso corrigir tudo’. Nós ficamos assim por cinco meses, de novembro de 2008 a março de 2009. Passeávamos juntos, comíamos pizza, víamos filmes, mas só namoro santo mesmo! Mais santo do que quando a gente começou a namorar pela primeira vez.

“Fizemos tudo bonitinho. Chegou o dia de marcarmos o casamento no cartório. A Érika e o Rúben, nossos filhos, foram nossas testemunhas. Fizemos o casamento no cartório no dia 4 de março de 2009 e no mesmo dia, o meu cunhado, o pastor Eduardo dos Santos, que hoje é pastor da Igreja Batista Menorah em Sete Lagoas (antes, Núcleo da Lagoinha em Sete Lagoas/MG) fez a renovação dos votos. Foi lindo. O Senhor realmente restaurou e renovou o nosso casamento a partir dos princípios da Palavra. O diabo não conseguiu derrubar nossa cas , pois ela estava firmada sobre a Rocha, que é Jesus. O Senhor também sempre nos reservou o afeto e o companheirismo. Sempre nos preservou. Isso nunca acabou. Por isso eu digo: o elo se preservou. O Senhor trouxe uma palavra para nós. Cremos nessa palavra, que é o ministério. Esperamos pelo momento certo”.

A maior lição e o recado final

“Para ser quebrantado é preciso haver arrependimento. Você tem que tomar uma decisão de se consertar. Deus está disposto a lhe estender as mãos, mas você tem que estar disposto a dar o braço, a clamar pela misericórdia de Deus. A família é a menina dos olhos de Deus. Deus preserva os relacionamentos que devem estar sendo colocados diante do altar do Senhor. Peça ao Senhor, achegue-se a Ele. Que você se espelhe na Palavra de Deus e submeta-se à vontade do Senhor. Seja submisso também à sua Palavra, porque o Senhor vai lhe abençoar. O Senhor restaurou o meu casamento e pode restaurar o seu. Simplesmente não ande pelos seus próprios pés. Não dê ouvidos a vozes enganadoras, mas à Verdade. A Verdade é Jesus. Ele é o Caminho. Não existe outro. É a única vida que vale a pena. O Senhor tem sido o centro da nossa vida e da nossa casa. E a nossa casa tem sido uma casa de oração. Sabemos que esse lugar é onde Deus está. Posso dizer que nós estamos hoje como Deus queria desde o início: juntos”.

Por Marcelo Ferreira
Fonte: Jornal Atos Hoje (Igreja Batista da Lagoinha)

Três motivos para aceitar JESUS

Porque você tem um passado!

Você não pode voltar ao passado, mas Ele pode. A Bíblia diz "Jesus é o mesmo onte, hoje e para sempre." (Hebreus 18:13) Ele pode entrar naquelas áreas da sua vida em que houve pecado e fracasso, para enxugar toda lágrima, limpar toda marca e dar a você um novo começo.

Porque você precisa de um amigo!

Jesus conhece o que há de pior em você, mas Ele acredita no seu melhor. Por quê? Porque Ele não te vê como você é. Mas como você será depois dEle ter agido em sua vida. Por isso, Ele é um amigo de verdade.

Porque Ele tem o seu futuro nas mãos.

Em quem mais você pode confiar? Nas mãos dEle você fica tranquilo e seguro hoje, amanhã e por toda eternidade. A Palavra diz: "Porque sou eu que conheço os planos que tenho pra vocês... planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano. Planos de dar-lhes esperança e um futuro." (Jeremias 29:11 a 13)

Se você quer ter um relacionamento pessoal com Jesus hoje, por favor, faça esta oração:

"Senhor Jesus, eu o convido para entrar em minha vida. Eu creio que morreste por mim e que teu sangue pagou o preço por todos os meus pecados e me deu o dom da vida eterna. Pela fé eu recebo este dom e reconheço a Ti como meu Senhor e Salvador. Amém"

terça-feira, 20 de julho de 2010

Mantenham a esperança viva

“…permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor...” – 1 Coríntios 13:13 NVI

Em 1914, Sir Ernest Shackleton tentou realizar a primeira travessia da Antarctica. Mas seu navio, o Endurance, ficou encalhado no gelo e por fim foi destruído. Shackleton e sua tripulação de 27 membros ficaram perdidos a 1.200 milhas da civilização, à deriva sobre massas de gelo flutuante, com somente três barcos salva-vidas frágeis, algumas tendas e provisões escassas. Finalmente, eles chegaram a uma pequena ilha e esperaram enquanto Shackleton e alguns homens levaram um dos barcos salva-vidas por 800 milhas sobre mares turbulentos até uma estação de pesca a baleias. Shackleton voltou com um navio de resgate, e todos os homens sobreviveram àquela experiência que durou 18 meses. Como ele manteve viva a esperança de todos? Primeiro, ele era um exemplo de otimismo. Shackleton, que descrevia o otimismo como a “verdadeira coragem moral”, sempre acreditou que ele e sua tripulação sobreviveriam, e espalhou esse otimismo entre todos que o cercavam. Segundo, ele alimentou o senso de valor de cada um deles. Ele os mantinha envolvidos procurando saber a opinião de todos e dando-lhes tarefas que faziam com que se sentissem parte da solução. Terceiro, ele os encorajava. Usava o humor, mantendo uma atmosfera leve. Shackleton reconhecia que sob extrema pressão, um estado de espírito positivo neutraliza o medo. Não é interessante que um dos poucos objetos que Shackleton resgatou do navio que afundava foi o banjo de um dos tripulantes? Ele fez isso para que o grupo pudesse ter música. Shackleton foi o exemplo mais importante de como uma pessoa pode manter a esperança viva. Se você conhece alguém que está no meio de uma provação difícil, as suas palavras de bondade e amor, a sua confiança nessa pessoa, a sua capacidade de iluminar o caminho dela, podem manter a esperança viva.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Texto devocional 13/07

2 Pedro 3: 14

Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que Dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.

Vivendo o que cantamos


Certo dia eu cantava uma música do Ministério de Louvor Diante do Trono e instantaneamente meu espírito foi incomodado para prestar bastante atenção ao que eu acabara de declarar: “irei contigo, onde quer que fores meu Senhor, o teu chamado cumprirei na alegria ou na dor [..].” * Devido aos modismos muitas vezes, nós cristãos, temos cantado as músicas simplesmente por cantar. Será que você já se sentiu assim? Entramos na onda e sutilmente ignoramos o que proferimos.

Eu passei por isso! Fui confrontada. Eu pensei, será mesmo que eu irei? Passarei pela dor por Jesus? Nossa boca muitas vezes diz coisas que muitas vezes não estamos preparados para viver ou cumprir. Devemos lembrar que Deus vai nos questionar uma hora ou outra, pois se eu disse que estarei a disposição dele, chegará um momento em que ele vai me convocar. Isso é natural. Deus nos ensina e nos dá capacidade para realizar seus feitos, o que precisamos fazer é sempre estarmos convictos do que queremos e do que vamos fazer. Por isso é tão importante que vivamos o que cantamos e cantemos o que vivemos.

Depois desta situação, nunca mais cantei o que eu não me sentia preparada para fazer. Claro, que se tal atitude não era algo que Deus havia me questionado para fazer, caso contrário o melhor é obedecer sem questionar. Vou tentar ilustrar o que estou tentando expor com um exemplo: Se eu não estou preparada para morrer por Cristo, devo eu abrir a boca e falar para ele que eu estou preparada para ir como missionária para um país em que cristãos são perseguidos e mortos? Mas é claro que não. É isso que estou tentando dizer. Se eu falo tenho que cumprir. E isso serve para todas as coisas em nossa vida. Vivendo e aprendendo.

Isso não é uma tarefa fácil. Muitas vezes pecamos justamente naquilo que pregamos, questionamos ou aconselhamos. Além disso, ainda existe a pressão e as dificuldades mediante uma escolha positiva por Deus e sua vontade.

Que possamos abrir nossos lábios justamente para aquilo que estamos preparados para fazer. Se você se sente capacitado para dizer:“Cumprirei tua visão, cumprirei minha missão, morrerei se preciso for, por amor a ti” *, cante, mas cante com convicção.

Devemos lembrar que somos testados no que falamos. E é importante entender que buscar a Deus e fazer a sua vontade é muito valioso e vale a pena. Deus é maravilhoso e cuida de nós.

Portanto, amados irmãos, que possamos ser bons exemplos quando abrirmos os nossos lábios para proferir o que somos e o que prometemos ser ou fazer. Que Deus realmente possa contar conosco todos os dias de nossas vidas. Lembre-se que tudo aquilo que você se sente incapacitado para fazer é Deus quem vai lhe capacitar. E Deus jamais vai lhe exigir algo que você não poderá cumprir.

Tudo vai depender do que estamos dispostos a fazer por Deus!

Que o Senhor os abençoe cada vez mais!

Trechos de músicas utilizadas

Eis-me aqui / Esperança – DT / Ana Paula Valadão Bessa
Minha Paixão / Livre – Ministério Intimidade

Por Vanessa Freitas, jornalista do Portal Lagoinha.com

Fonte: Lagoinha.com | Igreja Batista da Lagoinha

domingo, 11 de julho de 2010

Momento Missionário - 11/07

O momento missionário de hoje é sobre nossos missionários Daniel e Maristela. O casal está em obra na cidade de Itacajá, no estado do Tocantins, evangelizando algumas tribos de índios da região. O trabalho não tem sido fácil, mas o Senhor ajuda quem está firme na obra. Nos últimos tempos o irmão Daniel detectou junto a uma equipe médica que está com uma enfermidade, mas não foi constatado qual o problema que o missionário enfrenta. Através de carta enviada a nossa igreja, eles pedem:

- Ore pela saúde do Daniel que está passando por uma enfermidade.
- -Que Deus prepare médicos e recursos para que essa doença seja diagnosticada e tratada,pois ainda não sabem o que ele tem.
-Que Deus fortaleça toda a familía para que eles possam continuar a realizar o trabalho na obra de Deus.

Ore por estes missionários sempre.

sábado, 10 de julho de 2010

Campanha de 40 dias!

Estamos no ano da família, a célula da geração da sociedade. Mas são muitos os problemas existentes nela. Brigas, divórcios, mortes e tantos outros pontos negativos. Para interceder pela família, a Campanha de Jejum e Oração de 40 dias deste ano será com este tema. De 7 de agosto até 17 de setembro, a igreja estará reunida orando e jejuando por famílias inteiras que precisam de Cristo e de Sua salvação. Participe, essa campanha pode mudar nosso país.

Como tornar-se um membro da IBLPN

Se você já foi batizado é o momento de dar mais um passo em sua vida espiritual. Chegou a hora de se tornar um membro desta igreja. Procure o pastor Alexandre e saiba como entrar para o nosso hall de membros.

O fura-greve

Em 1984, alguns jogadores da National Football League (NFL) entraram em greve por melhores contratos. Um jogador cristão estava participando dos treinamentos, mas não conseguia decidir se deveria ser leal ao sindicato dos atletas ou aos proprietários. Quando perguntei a ele com quem havia assinado seu contrato, ele respondeu:
- É claro que foi com o proprietário. Mas também assinei um acordo com o sindicato dos atletas para que me representasse em casos de divergências profissionais.
- Você está enfrentando uma divergência com eles?
- Na prática, não, mas é isso o que o sindicato diz. O contrato entre eles e a NFL está chegando ao fim de sua vigência, e querem o apoio dos jogadores para renegociar.
- Você não pode obedecer a duas autoridades nessa questão - eu disse - Quem paga o seu salário?
- O proprietário do time - respondeu o atleta.
Eu me lembrei do que Salomão escreveu sobre o cumprimento dos votos que fazemos. O jogador continuou a aparecer no campo para treinar, embora os proprietários recusassem a pagar o seu salário. Ele prosseguiu e se transformou no jogador mais valorizado da Liga Nacional de Futebol (NFL), quebrando praticamente todos os recordes daquele torneio.

(Larry Burkett, The Christian Businessman [ O Empresário Cristão])
Devocional retirado da Bíblia do Homem - Página 813 - Editora Geográfica 2009

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Escola Bíblica de Férias

Pais, dia 24 de julho acontece a Escola Bíblica de Férias. O seu filho não pode ser o único a ficar fora dessa. Onde mais ele encontrará comunhão e alegria com os irmãozinhos da igreja? Procure a Aline e saiba como ele pode participar.

Curso para noivos

A partir do dia 24, às 17h30, terá início um curso para noivos chamado “Curso One”. Ele é restrito aos casais que querem compromisso sério e futuro casamento. Os participantes devem ter acima de 18 anos. Os interessados queiram procurar o Alexandre ou a Débora.

Ceia do Senhor

Próximo sábado (10/07) é Santa Ceia do Senhor. Membro, você é convidado para estar em comunhão no partir do pão. Esteja conosco às 20h do sábado, dia 10.

Convite para o louvor

Você tem interesse em aprender a tocar algum instrumento? Acredita ter o dom para exercer no Ministério de Louvor? Então procure o Sola, ele busca adoradores para integrarem o ministério da igreja. O convite é extendido a quem deseja participar do vocal. Se você tem o talento, trabalhe-o.